quarta-feira, dezembro 27, 2006

Amigável: Enois 05 4 - 4 Gaia United

O jogo já se realizou.

Foi um bom amigável, num bom ambiente o jogo que se disputou há bocado em Gondomar.

O resultado 4-4 demonstra o equilíbrio que houve em campo entre estas duas equipas que competem na Mini-Liga. Foi o nosso último jogo em 2006. Queríamos ter acabado com uma vitória, mas não foi possível. Há que dar o mérito à equipa do Enois, que penso que em 2007 pode fazer uma campanha muito melhor no Campeonato, pois tem jogadores para isso.

O jogo começou praticamente com dois golos nossos, um do Paulo e outro do Ruca em boas jogadas nossas, que surpreenderam a equipa do Enois.

Logo a seguir o Enois reduziu para 1-2 e tivemos que meter mãos à obra. Fizemos o 3º golo através de um remate meu perto da zona de canto.

Por esta altura, aconteceu a lesão do Paulo. Sempre que jogamos com o Enois temos uma lesão!... LOL Mas ambas as lesões (quer a do Nelo, quer a do Paulo foram sem qualquer tipo de toque perigoso da equipa do Enois, que fique bem claro!).

A partir daqui, o jogo mudou, pois o Paulo era o nosso esteio defensivo (visto termos ido sem o Diguinho e com o Nelo a 30% daquilo que pode render, pois ainda joga com o ombro imobilizado). Assim fizemos entrar o Nelo, com pouca rodagem competitiva, o Nuno Tiago e o Pedro Almeida, que têm menos jogos nas pernas naquela posição comparativamente ao Diguinho e ao Paulo.

A partir daí, o jogo tornou-se muito disputado a meio-campo, com boas oportunidades para ambos os lados, altura em que as equipas mandaram cada uma 2 bolas aos ferros. Foi a altura mais renhida do encontro, com boas jogadas de parte a parte, mas sempre com os guarda-redes a levarem a melhor.

A faltarem cerca de 15 minutos para o final, o Pedro Almeida fez o 2-4 para nós.

Com o 2-4 o Enois veio para cima de nós e ficamos a jogar em contra-ataque. E aí fizemos uma substituição que se revelou fatal. Trocamos o nosso GR João Vítor por um jogador de campo: o Nuno Tiago. A intenção era dar minutos de jogo ao João Vítor. O Enois acabou por empatar, merecidamente quando faltavam 2 minutos para o final do jogo.

Contudo, a raça da nossa equipa ainda nos permitiu criar uma situação de golo eminente, numa combinação entre eu e o Nelo, tendo o Nelo rematado, o GR ainda lhe toca e a bola vai embater no poste. No segundo seguinte o jogo terminou, com o resultado final a cifrar-se no 4-4.

Bom jogo para ambas as equipas. O Enois está a melhorar a olhos vistos! Tudo decorreu num ambiente de fair-play e desportivismo muito saudável, excepto num lance entre o Pedro e o Igor, que no final do jogo se cumprimentaram e pediram desculpas um ao outro, visto que não havia razão para discutirem. Assim é que as coisas devem ser.

Algumas notas finais:
- ainda bem que o Enois vai mudar de pavilhão. Este pavilhão é talvez o pior pavilhão onde joguei. O piso é fraquinho, as paredes estão coladas às linhas laterais e linhas finais, é um campo pequeníssimo (dá vontade de chutar à baliza logo antes do meio-campo). É uma sorte nunca ninguém se ter lesionado gravemente naquele pavilhão, o que só demonstra o nível de fair-play e desportivismo existente na Mini-Liga e no FFA;
- o Paulo lesinou-se, fazendo uma entorse. Vamos a ver como vai ser a recuperação;
- grande regresso do nosso capitão Nelo aos jogos! Apesar de ter o braço imobilizado fez uma partida de grande nível, nunca virando a cara à luta, o que só demonstra a raça da nossa equipa. Para os jogos de 2007 aí estará ele! Bem-vindo de novo, Capitão!

Golos: - Paulo;
- Ruca;
- Rodrigo;
- Pedro Almeida.

Bom Ano 2007 a todos!
Foi o nosso último jogo em 2006, ano em que entramos para o FFA!

Abraços a todos! Foi um ano maravilhoso!


Rodrigo de Almada Martins

sexta-feira, dezembro 22, 2006

Mini-Liga 6ª Jornada: Amigos FC 3 - 6 Gaia United

O jogo já se realizou.

E que grande jogo se assistiu ontem no Brás-Oleiros, principalmente na 2ª parte, com grande emoção, raça e incerteza no marcador!

O jogo começou muito bem para nós. Logo no início do jogo, o Ruca numa excelente jogada individual fez o 0-1 numa grande estouro já perto da área e, pouco depois, o meu primo Diguinho com um potentíssimo remate de longa distância faz o 0-2, num remate cruzado muito seco e tenso, que só parou no fundo das redes, sem que o Nuno tivesse qualquer hipótese de defesa. O 0-3 surge pouco depois também numa excelente jogada do Diguinho que, com uma finta "à Zidane" tira dois adversários do caminho ainda no seu meio-campo, parte para a área contrária, o Bezerra leva o útimo homem dos Amigos com ele e Diguinho, frente-a-frente com o Nuno atira à queima-roupa e factura o seu 2º golo da noite. Ainda tivemos uma bola à trave nesta 1ª parte, numa excelente jogada do Sérgio que, em frente à área, tira um homem do caminho e remata de pé esquerdo ao ferro.

Com este início fantástico, começamos a controlar mais o jogo, mais pausadamente, com mais trocas posicionais, com mais cautelas defensivas, com mais combinações entre os homens da frente. Os Amigos vieram para cima de nós (salvo seja!) como lhes competia e nós fomos sacudindo a pressão da melhor forma, lançando rápidos contra-ataques ou aliviando as bolas. Julgo que na 1ª parte os Amigos apenas tiveram 2 lances de perigo, o que diz bem da nossa eficácia defensiva na 1ª parte, já que os jogadores dos Amigos são muito fortes no um-para-um e a jogar de costas para a baliza. Estou a referir-me principalmente ao Pedro Nuno (capitão dos Amigos), um jogador muito díficil de marcar, pois é muito forte fisicamente, roda bem sobre os defesas e aguenta bem as cargas, o que obriga a ter sempre um jogador a marcá-lo e outro pronto a fazer a dobra; e também ao Filipe, um jogador com bastante raça e com uma técnica muito boa, que emprega muita velocidade e acutilância nas suas jogadas.

Ao intervalo, decidimos tomar mais cautelas defensivas, mas sempre com um olho no contra-ataque. E a verdade é que podíamos ter feito logo no início do jogo 2 golos, mas falhamos em frente à baliza, primeiro pelo Ruca e depois pelo Diguinho.

Contudo, em cima dos 5 minutos de jogo da 2ª parte, o Ruca conduz a bola pelo meio, liberta para mim que me encontro solto na esquerda, parto em direcção à baliza, o GR dos Amigos sai-se, eu remato, o GR toca na bola mas ela continua o seu caminho para a baliza e eu só tenho que dar o toque final para o fundo das redes. Era o 0-4 e aí pensávamos que tínhamos morto o jogo.

Contudo, os Amigos mostraram porque são uma das melhores equipas do FFA. Não desistiram nunca e num canto fizeram o 1-4, num remate frontal, em que o jogador dos Amigos apareceu sozinho cara-a-cara com o nosso GR João Vítor. Todos sabemos como um golo galvaniza uma equipa. E a equipa dos Amigos galvanizou-se e partiu para cima. Sacudimos a pressão como podíamos, mas os Amigos estavam mesmo mais fortes. Até que o nosso GR João Vítor começa a dar sinais de que não está em boas condições físicas. No banco tememos o pior. Os Amigos estavam a atacar e já tinha previsto pedir ao Heldér (árbitro que estava do lado dos bancos) para interromper o jogo e substituir o João Vítor pelo Paulo (que estava até então a realizar uma grande exibição na nossa defensiva, juntamente com o Diguinho). Estava mesmo à espera que aquela jogada acabasse para pedir ao Heldér para interromper o jogo. Contudo, os Amigos, numa jofada pela direita desferem um potente remate, sendo que o João Vítor nem esboça reacção de defesa, pois estava mesmo impossibilitado de defender. Este foi um momento crítico para nós. Sofremos o 2º golo daquela maneira (sem o nosso GR nada poder fazer, pois nem conseguia levantar as mãos), o João Vítor teve que ser substituído e teve que sair o Paulo da defesa para ir ocupar o lugar de GR. Procedemos logo a algumas alterações tácticas, mas o jogo estava mesmo muito díficil para nós.

Neste momento foram muito importantes o Ruca e o Diguinho que souberam protegere muito bem a bola, ganhar tempo, circulando a bola entre eles, fintando, ganhando tempo junto às linhas e junto aos cantos.

Apesar disso tudo, os Amigos continuaram a carregar no acelerador, como grande equipa que são, acreditando numa reviravolta. Aí passamos a jogar apenas com o Ruca na frente e com o Diguinho, o Pedro Almeida e eu cá atrás.

Depois o Paulo, esquecendo-se que era GR (tinha estado tanto tempo a jogar como jogador de campo), demora mais de 5 segundos a repôr a bola em jogo. Foi assinalado, e bem, livre indirecto a favor dos Amigos. LIvre esse que os Amigos concretizaram, através de um potente remate, sem hipóteses para o Paulo. Era o 3-4 e as coisas começavam a ficar pretas para nós.

E foi aí que a minha grande equipa reapareceu!!! E tenho que expressar aqui o orgulho que sinto pela minha equipa, por aquilo que fizemos ontem! Mostramos ser sem dúvida uma grande equipa naquele momento! A ganhar por 3-4 em caso dos Amigos e com estes a jogarem para o empate ou mesmo para a viória, fruto da raça e dos excelentes jogadores que possuem, tivemos que ser uns verdadeiros guerreiros. Unimo-nos mais que nunca e consciencializamo-nos que não podíamos sofrer mais nenhum golo! Se houvesse mais golos naquele jogo, teriam que ser na baliza dos Amigos! Claro que várias vezes me veio à memória a fantástica reucperação do Portus frente aos Amigos... e quem sabe não poderia ontem à noite ser a vez da recuperação dos Amigos... mas a verdade é que nos unimos mais que nunca e mostramos o nosso verdadeiro espírito. Jogamos com todas as cautelas defensivas, mas com um olho no contra-ataque.

O Ruca recebe uma bola na direita, flecte para o meio, vai ao chão, levanta-se, luta desefredamente pela posse da bola no meio de dois jogadores dos Amigos, muita confusão, a bola não saía ali do meio (mesmo em frente à baliza dos Amigos), eu aproximo-me da confusão, puxo a bola com o pé direito para fora daquela floresta de pernas e remato rasteiro com o pé esquerdo para a baliza. O GR dos Amigos não conseguiu chegar à bola e estava feito o 3-5! Alegria enorme! Festejos no banco, tudo aos saltos! E que banco nós temos! Sempre com todos a apoiar e a puxar pela equipa (mesmo aqueles que se encontram lesionados há imenso tempo, como é o caso do Nelo e do Rui Ferreira!)! Banco esse que até foi elogiado pelo Heldér!

A partir daqui sentimos que a vitória não mais nos fugiria! Passamos a defender com muita raça, com muita vontade, o que originou a nossa 6ª falta e consequente livre directo para os Amigos. Livre esse que o nosso GR Paulo encaixou de uma maneira sublime. Os Amigos ainda tiveram outro livre directo que foi à barra.

Depois disso, começamos a libertar-nos outra vez e começamos a fazer excelentes combinações, com bastante qualidade, com jogadores a subirem rápido pelas alas, boas trocas de bola no centro do terreno e bom controle de bola. E foi numa dessas jogadas, em contra-ataque, que o Ruca recebe a bola na esquerda, eu a pedir-lhe a bola no meio, ela sai mais para a direita, eu a pensar que o lance estava perdido, até que vejo o Pedro Almeida a vir a correr desde lá atrás e apercebi-me logo de que seria golo, tal a determinação com que ele vinha para atacar a bola. Com um remate de primeiro, a bola sai rasteira direitinha ao fundo das redes! Um grande golo do Pedro, o seu 1º esta época, festejado efusivamente por todos, especialmente por mim, que lhe tinha dito no Messenger umas horas antes do jogo que ele ia marcar um golo na raça, na vontade. E foi assim que aconteceu! Felicidade enorme para o Pedro, que procurava o golo há muito tempo, mas que por infelicidade teimava em não aparecer!

Estava feito o 3-6 e a vitória não mais nos fugia. Daí até ao final passaram 1 ou 2 minutos, já sem lances dignos de registo!

Foi um grande jogo aquele a que se assistiu ontem! Todos os jogadores estão de parabéns! Os Amigos pela fantástica recuperação que quase obtinham e a nossa equipa pela enorme força mental que teve e espírito guerreiro quando o placard estava nos 3-4.

Um grande abraço a todos os elementos dos Amigos, em especial ao Nuno, Pedro Nuno e ao Filipe, que tive oportunidade de o conhecer, que teve uma grande atitude quando veio ter comigo para esclarecer um lance mais durinho que tivemos. É assim que as coisas devem ser. No final do jogo falei com ele sobre esse lance, tudo sanado, fair-play e desportivismo acima de tudo, aliás como aconteceu sempre durante todo o jogo, apesar das jogadas mais duras, obviamente fruto da vontade mostrada em campo, que sempre se manteve em todo o jogo, sempre com os jogadores a reconhecerem o seu excesso de empenho e a pedirem desculpa aos adversários

Grande jogo, em suma!

Abraços também ao João e ao Heldér pela excelente arbitragem que fizeram!

Abraços a todos!

Marcadores dos golos:
- Ruca
- Diguinho (2x)
- Rodrigo (2x)
- Pedro Almeida


Rodrigo de Almada Martins


P.S. - Depois do jogo, fomos quase todos para o Capa Negra comer uns pica-paus, beber uns fininhos, tendo a noite ainda se prolongado na discoteca Chic, onde muitas vezes se entoou o cântico: "Gaia United Olé, Gaia United Olé, Gaia United Olé, Gaia United Olé..." Mais que uma equipa um grupo de amigos! VIVA O GAIA UNITED !!!

Tifare é un dovere de tutti, riuscirci é un onore di pochi! Forza Ragazzi!

quarta-feira, dezembro 06, 2006

Mini-Liga 5ª Jornada: Portus87 0 - 1 Gaia United

O jogo já se realizou. Foi um grande jogo aquele a que se assistiu há bocadinho no Pavilhão da Escola Secundária Abel Salazar, em S. Mamede.

Duas equipas a lutar pela vitória, muita raça, muita luta, muita vontade, equipas fortes a defender e a saírem para o ataque com segurança. O jogo começou rápido, com boas trocas de bola por ambas as equipas, alguma dificuldade dos jogadores em habituarem-se ao piso que, em certos sítios estava escorregadio.

Por volta dos 3/4 minutos de jogo, marcamos o único golo da partida, numa jogada rápida, em que recebo a bola descaído para a direita, flicto para o meio e remato de pé esquerdo, ainda fora da área. A bola foi rasteira, com um efeito a fugir do guarda-redes. Penso que GR do Portus ainda lhe tocou, mas ela foi mesmo parar ao fundo das redes.

Depois, como é óbvio, o Portus carregou no acelerador e começou a rondar mais a nossa baliza, com lances metidos para o homem mais adinatado que fazia o compasso de espera para a entrada, na maioria das vezes do João. O Portus optou também por fazer circular a bola para o lado esquerdo que, muitas vezes, se viu desguarnecido pela nossa parte.

Mesmo assim estávamos a fazer um bom jogo, com lançamentos rápidos para o Ruca que estava a jogar sozinho na frente. Nesta 1ª parte vivia-se um período de muita luta, sem desoncontos de tempo, com jogadas durinhas, a rasgar, fruto da raça, sem intenção de magoar.

Na 2ª parte, o jogo foi mais calmo, pois tivemos que dar mais espaço ao Portus, que naturalmente nos foi encostando às cordas na tentativa de chegar ao golo, com jogadas das alas para o centro. Aí, fechamo-nos muito bem cá atrás e tivemos duas boas oportunidades com 2 para 1 a meio da segunda parte, que não concretizamos.

O Portus, por seu lado, continuava a atacar e a causar perigo, obrigando o nosso GR João Vítor a 3 exibições de altíssimo nível. Uma em que defende uma bola em que os jogadores do Portus estavam em vantagem numérica; outras duas em defende duas vezes na mesma jogada dois remates à queima-roupa.
De referir também que o Portus tem um ramet de fora da área, se não me falha a memória do João, que bate no ferro, estando o nosso GR completamente batido.

A faltarem cerca de 4 minutos para o término do jogo, o Ruca foi expulso por acumulação de cartões amarelos (protestos com a equipa de arbitragem) e ficamos reduzidos (durante 2 minutos) a três unidades de campo: Paulo, Diguinho e Sérgio. Nesse momento, esses três jogadores foram uns heróis, oferecendo o corpo a todos os remates, cortando bolas, aliviando bolas, sacudindo a pressão como podiam!

Depois disso ficaram a faltar apenas 3 minutos para o fim do jogo. O Portus pediu um desconto de tempo e passou a jogar com GR avançado (o João). Nesta altura, tivemos dois lances perigosos em que podíamos ter marcado, mas um remate saiu por cima e o outro alguns centimetros ao lado, sem ninguém na baliza. O Portus dispôs também de um remate muito perigosos que saiu uns centimetros ao lado da nossa baliza.

Penso que foi um grande jogo aquele que se assistiu hoje, principalmente na 2ª parte. É para nós um grande orgulho vencer uma equipa como o Portus, quando ainda há alguns meses perdemos neste mesmo terreno por 5-2, tendo nós levado um cheiro de bola. Sinto que a nossa equipa evoluiu bastante desde aí.

Um grande abraço ao Portus, especialmente ao João.
Abraços também à equipa de arbitragem.


MARCADOR DO GOLO: - Rodrigo.



Rodrigo de Almada Martins

segunda-feira, dezembro 04, 2006

domingo, novembro 26, 2006

Lesão no Gaia United - Enois05: Nelo faz luxação no ombro

Antes de mais, o meu obrigado à equipa do Enois05 por se terem deslocado a Gaia para este jogo amigável.

Contudo, no jogo aconteceu aquilo que de pior pode acontecer num jogo: uma lesão. O nosso jogador Nelo lesionou-se quando faltavam cerca de 20 minutos para o fim da partida. Numa jogada junto à linha, em esforço, pisou a bola para a manter dentro das 4 linhas e, com o piso escorregadio nessa zona, caiu com o corpo todo por cima do ombro. Vimos logo todos que se tratava de uma lesão grave, pois o Nelo ficou imóvel, muito branco e com muitas dores.

Nós estávamos com apenas 6 jogadores, por isso demos o encontro por terminado: 1º porque não estávamos com cabeça para continuar a jogar; 2º porque alguém tinha que o levar ao hospital e não tínhamos jogadores suficientes para continuar a partida.

Dissemos à equipa do Enois para ficarem a fazer jogo entre eles e saímos em direcção ao hospital. Assim, saímos todos em direcção ao Hospital Santos Silva - Urgências(Gaia), onde entramos o Nelo e eu (os outros ficaram cá fora à espera).

Lá dentro, meteram-lhe o ombro no sítio e fizeram-lhe um raio-x. Foi diagnosticada uma luxação e vai ter que estar imobilizado no ombro durante 3/4 semanas.

O resultado, neste caso, é o menos importante. Estava 4-2 a nosso favor. O Enois começou melhor e marcou 1º. Nós empatamos, o Enois depois fez o 2-1 e a partir daí assentamos o nosso jogo e começamos a jogar muito bem, com boas trocas de bola, tabelas e combinações. E foi assim que chegamos ao 4-2 (golos de Nelo, Nuno (2x) e Rodrigo).

Nessa altura, o Nelo lesionou-se e o encontro ficou por aí. Um grande abraço à equipa do Enois por todo o apoio prestado em campo ao Nelo, especialmente ao Igor e ao jogador que deitou logo o Nelo e lhe ajudou a pôr o ombro imobilizado (não sei o nome).

Estava a ser um jogo de futsal excelente, muito correcto, poucas faltas, o pessoal do Enois são pessoas altamente.

Um grande abraço para eles! Resta-me desejar as melhoras ao nosso amigo Nelo, agradecer-lhe todo o empenho, raça e vontade demonstrado na equipa do Gaia United (grande golo que ele marcou hoje!) e dizer que vamos estar aqui para o que ele precisar!

Rodrigo de Almada Martins

NOTA: Peço, por favor, para não contarem este jogo para efeitos do Ranking FFA por motivos óbvios, já que faltavam ainda 20 minutos para o término do jogo. Um abraço!

quinta-feira, novembro 23, 2006

Mini-Liga 4ª Jornada: Reforços D'Inverno 0 - 1 Gaia United

O jogo já se realizou.

Vencemos por 0-1 a díficil equipa dos Reforços D'Inverno.

O jogo começou praticamente com uma bola ao poste dos Reforços logo aos 2 ou 3 minutos de jogo, num grande remate de um jogador esquerdino bastante talentoso.

Depois começamos a impôr o nosso futebol com jogadas rápidas pelas alas em direcção ao centro. Contudo, na 1ª parte entramos algo apáticos na frente. O Ruca e eu estávamos lentos, devido ao facto de andarmos a fazer muitos jogos seguidos e hoje demos mesmo o estouro, facto que so Reforços aproveitaram na ausência de pressão.

Na 1ª parte, julgo que dispusemos dos lances mais perigosos, à excepção de outro remate perigoso dos Reforços. Em vários lances estivemos cara a cara com o GR dos Reforços (grande exibição! muito bom GR!), umas vezes o Ruca, outras eu. Os últimos passes, quer do Ruca para mim, quer meus para o Ruca não estavam a sair bem e impediam-nos de marcar. Na 1ª parte ainda reclamei um penalty sobre mim, mas o Sá Pinto também me explicou que assim não entendeu (e quando assim é, há que continuar a batalhar!). Para além disso, como já disse, nessa 1ª parte o GR dos Reforços fez 3 ou 4 defesas de grande nível.

Mesmo a acabar a 1ª parte, aconteceu aquilo que pesno que já estávamos a merecer: o nosso golo! Fruto de uma jogada no miolo do Ruca que remata e julgo que a bola bate em 2 defesas, muda um pouco de trajectória e entra na baliza. Foi sorte, é verdade! Mas também nos estava a faltar a sorte noutros lances que podíamos ter concluído da melhor forma.

Na 2ª parte entramos muito confiantes, mas sem perder as cautelas defensivas, como é óbvio. Os Reforços vieram para cima de nós, mas aguentamo-nos bastante bem, pois a prova disso é que o nosso GR Paulo, se não me engano, foi obrigado a intervir por 2 vezes (sendo que uma delas foi uma excelente defesa). Os Reforços remataram muito, é certo, mas quase todas as bolas rechaçavam na nossa defensiva ou iam para fora.

E o nosso contra-ataque continuava, apesar do cansaço físico. Nesta 2ª parte, enviamos mais 3 bolas aos ferros (!) - 2 pelo Ruca e uma por mim. Alguma falta de sorte, mas que nos deu ainda mais alento para lutarmos pelos 3 pontos! Tive ainda um lance isolado na cara do GR, ao qual os GR dos Reforços respondeu com uma grande defesa; depois tenho também 2 remates de pé esquerdo (um à barra; outro novamente grande defesa). O Nelo fez também um grande remate de fora da área, remate esse que o GR dos Reforços defendeu muito bem. O Ruca ainda marcou outro golo, mas foi invalidado pela equipa de arbitragem por causa de um lançamento que era nosso, mas os jogadores dos Reforços pensaram que a bola era deles (mas os árbitros já tinham decidido a nosso favor) e pararam... ficamos algo desapontados, mas compreendo a decisão do Sá Pinto. A equipa dos Reforços estava parada e nós limitamo-nos a seguir as instruções do árbitro e marcar o lançamento. Foi mesmo em frente a ele e se ele decidiu, está decidido! Nada a apontar! Claro que o 0-2 facilitava-nos as coisas, mas não foi validado. Havia que continuar a trabalhar!

Na parte final, apesar de tudo, mostramos frescura física e muita, muita raça. Acabamos o jogo em cima dos Reforços a pressionar, com lances de perigo, que podiam ter-nos dado o golo da tranquilidade.

Contudo, nos últimos minutos, os Reforços lançaram 2 ataques bastante perigosos, sendo que o primeiro foi o lance mais perigoso em todo o jogo por parte dos Reforços, que remataram na pequena área para a baliza e o nosso jogador Nuno Tiago, em esforço, consegue cortar a bola.

Penso que o resultado é justo, mas aquelas 4 golos nos postes ficaram-me atravessadas! Se bem que os Reforços também mandaram uma bola ao ferro e dispuseram de oportunidades para igualar a partida.

Penso que foi um bom jogo. Nao conhecíamos a equipa dos Reforços. É uma equipa muito boa tecnicamente, com jogadores fortes fisicamente e rápidos, que podem desiquilibrar. Gostamos de jogar com os Reforços, penso que foi um jogo pleno de fair-play (à excepção de 2 lances - eu fui um dos intervenientes - em que parecia um canto da Superliga (agarrões, empurrões, etc). Mas nada de exagerado. Jogo jogado com bastante vontade, mas com sempre com respeito pelo adversário e com muito fair-play. Raramente se ouviram os jogadores a falar.

Parabéns aos Reforços pela bela equipa que possuem. Parabéns também ao Sá Pinto e ao Tó Oliveira. Penso que não foi uma arbitragem díficil (os jogadores respeitaram sempre as decisões que foram sempr emuito bem explicadas pelos árbitros), o que não lhe retira o mérito do trabalho que fizeram.

Um abraço ao Nuno (um dos poucos espectadores), ao Hélder e restante equipa dos Reforços (pessoal muito fixe!) e ao Sá Pinto e ao Tó Oliveira.


MARCADOR DO GOLO:
- Ruca.


Rodrigo de Almada Martins


P.S. 1 - Vitória dedicada ao Pedro Almeida, jogador da nossa equipa, que não se pôde deslocar hoje, mesmo à última hora, a S. Mamede para participar no jogo, devido a questões pessoais. Um grande abraço para este nosso amigo! Esta vitória é para ele!

P.S. 2 - Abraço também ao Nuno Tiago, jogador da nossa equipa que prontamente se disponibilizou a cobrir a vaga do Pedro. Um grande abraço a todos!

terça-feira, novembro 21, 2006

Plantel Gaia United 2006/2007

NUMEROS E NOMES

1- Paulo (GR e jogador de campo)
27- Diguinho (antes era Rodrigo JR/Rodrigo A.)
20- Nelo
11- Eloi
15- Nuno Tiago
2- Sérgio
7- Ruca
21- Miguel
16- Rui Ferreira
10- Rodrigo
6- Bezerra
23- João Vítor (GR/jogador de campo)
4- Pedro Almeida
8- Nuno

sexta-feira, novembro 17, 2006

Taça da Mini-Liga 1/8 de Final: J04 3 - 4 Gaia United

O jogo já se realizou.

Foi um grande jogo aquele que se assistiu há bocadinho em S. Mamede.

Era a primeira vez que estas duas equipas se iam defrontar. Por isso, não havia nenhuma informação sobre as equipas.

Entramos muito bem no jogo e nos primeiros 3 minutos já estávamos a ganhar por 2-0, com dois excelentes golos do Ruca.

Pouco depois, os J04, numa boa troca de bola, reduzem para 2-1.

Até ao final da 1ª parte, o jogo foi muito disputado, mas sobretudo a meio-campo, com muitas faltas, jogadas confusas, bolas pelo ar... nesse período de jogo jogou-se mal. Nós optamos por reter a bola até ao intervalo para acertarmos com as marcações.

Na 2ª parte, a abrir, jogada do Ruca pela esquerda, liberta para mim que à entrada da área remato para o 3-1. Os J04 acusaram o golpe e vieram para cima de nós, com boas trocas de bola (aliás esta equipa troca muito bem a bola).

Porém, num contra-ataque, fizemos o 4-1 e aí acabamos definitivamente com o jogo.

Contudo, estes 4-1 não eram, de todo, justos. Os J04 trocam muito bem a bola, têm uma boa preparação física e têm alguns jogadores que fazem a diferença devido à boa técnica que possuem. São uma equipa bastante técnica e fortes fisicamente.

Contudo, o Gaia United defendeu muito bem e os J04 tiveram muito poucas oportunidades, tendo optado pelos remates de longa distância.

A faltar dois minutos para o final do encontro, os J04 fizeram 2 golos. Um através de um auto-golo nosso; o outro num grande remate de primeira de fora da área. Foram golos que podíamos ter evitado não fosse alguma distracção na parte final do encontro, mas que vieram dar uma maior justiça ao resultado, pois como disse ao Joaquim no final do jogo, foram os J04 a equipa que jogou o futebol mais bonito. Nós fomos mais objectivos e eficazes.

Julgo que as 3 equipas estão de parabéns. Os árbitros do InterDesportivo dizeram um óptimo trabalho, num jogo díficil de arbitrar dada a quantidade de carrinhos que houve.

O Gaia United passa, assim, aos 1/4 de Final da Mini-Liga, onde vamos defrontar os Reforços.

Marcadores dos golos:
Ruca (2x)
Rodrigo
Bezerra


Um abraço a todos!


Rodrigo de Almada Martins

terça-feira, novembro 14, 2006

Mini-Liga 3ª Jornada: Gaia United 5 - 1 Juventude Unida

Pois é! O jogo já se realizou!

O Gaia United venceu por 5-1 e fizemos um grande jogo, embora tenhamos passado alguns apuros durante a 1ª parte, fruto do jogo muito directo da Juventude Unida e que ia dando os seus frutos.

Marcamos o primeiro golo logo no 1º ou 2º minuto, num remate do Ruca (muito semelhante ao primeiro golo há duas semanas em Alfena frente aos Cabasada), em que a bola bateu na tarve (junto ao ângulo) e por nossa sorte (e azar da Juventude), bateu nas costas do seu guarda-redes.

Ao falar neste guarda-redes, é justo afzer aqui um parentesis: grande exibição. O homem defendeu tudo, só não defendeu aqueles 5 porque eram mesmo indefensáveis. Ou foram grande remates ou foram golos marcados quase na pequena área. Parabéns para ele. Muito bom guarda-redes!

Depois, o Ruca fez o 2-0 e começamos a pausar mais o jogo. Contudo, a Juventude aí veio para cima de nós e o jogo virou. Acumularam oportunidades e fizeram o 2-1 e tudo se complicou. A equipa perdeu-se um pouco, vimo-nos algo sufocados e, devido a alguma inexperiência, fizemos a 6ª falta, que a Juventude não concretizou em golo.

Na 2ª parte era muito importante marcarmos um golo, que acalmasse de novo a equipa. Esse golo aconteceu, num remate frontal feito por mim que só parou no fundo das redes.

Pouco depois voltei a marcar num lance fantástico do Nelo e do Sérgio pela direita, recebo a bola descaído para a esquerda e de pé esquerdo faço o 4-1.

Depois, a Juventude começou a lançar ataques directos que começavam quase sempre no André, que metia a bola no centro e depois esta ia para as alas até chegar de novo ao centro. A Juventude teve aí algumas chances, mas conseguimos suster a nossa vantagem

A partir daí, o jogo ficou mais morno e chegamos ao 5-1 numa jogada individual do Ruca.

Penso que as duas equipas estão de parabéns. Foi um bom jogo, julgo que este pavilhão (foi a primeira vez que fizemos lá um jogo) esteve à altura do desafio.

Um abraço à Juventude Unida, em especial ao André e ao Sá Pinto.

Abraço também aos dois árbitros dos Cabasada, fizeram um excelente trabalho. Penso que houve uma pequena confusão relativamente aos livres após a 6ª falta da Juventude Unida, mas confesso que também nãos sei bem a regra. Neste ponto, tanto o Gaia United como a Juventude andaram perdidos, pois não sabíamos qual a regra a ser aplicada

Desde já, peço desculpas por alguns protestos face a algumas faltas sofridas.


MARCADORES DOS GOLOS:
Ruca (3x)
Rodrigo (2x)


Um abraço a todos!



Rodrigo de Almada Martins

segunda-feira, novembro 13, 2006

História do Gaia United: Época 2005/2006 - A Primeira Época de FFA

Conforme foi dito acima, a nossa equipa formou-se, por intermédio de Rodrigo e Rodrigo António (2 primos) a 5 de Janeiro de 2006. Foi nesse mesmo dia que nos inscrevemos no Fórum de Futsal Amador – FFA (www.futsalamador.net/).

O Baptismo no FFA

Contudo, visto Janeiro ser altura de época de exames, o nosso primeiro amigável com a chancela FFA só aconteceu no dia 21, no Liceu de Gaia, contra a equipa do Arsenal Oliveirense. Seria o primeiro de muitos derbies entre estas duas equipas gaienses. O jogo seria jogado na casa do Arsenal, que tão bem conhecíamos, visto alguns de nós terem lá feito o Secundário. Muitos nervos à mistura, muita desorganização, imensa falta de preparação física, pouca ou nenhuma experiência. Foi assim que decorreu a nossa estreia, o nosso baptismo no FFA.
Acontece que, por coincidência, o Arsenal foram os nossos padrinhos e nós fomos os padrinhos do Arsenal. A nossa equipa venceu por 6-3 e ficamos todos excitados com a experiência FFA!
Este primeiro jogo, serviu também para conhecer um grande Senhor do FFA: o Alcino Ferreira, responsável pela equipa do Arsenal.

Os jogos seguintes: Cabasada (2 vezes), Os Esbungas e de novo Arsenal Oliveirense

Com a vitória sobre o Arsenal Oliveirense, a moral da equipa estava em alta. Só falávamos do Gaia United, do jogo, da equipa, de tácticas, de quem teriam de ser os avançados, os defesas, das outras equipas do FFA, dos próximos amigáveis, etc. Em suma, estávamos entusiasmadíssimos com o nosso projecto!

Assim, decidimos marcar um jogo contra uns rapazes de Rio-Tinto: os Cabasada. O jogo realizou-se no dia 26, no Liceu de Gaia. Escolhemos este terreno visto termos tido sorte na nossa estreia. Os Cabasada, equipados à Vecchia Signora deslocaram-se ao nosso novo reduto, motivados pelo seu baptismo vitorioso que tinha ocorrido pouco tempo antes contra a grande equipa do Portus87. O resultado ficou-se pelos 8-6 a nosso favor, num grande jogo de futsal, com imenso ritmo, imensa vivacidade, imensa garra. Só nos últimos minutos é que demos a volta ao marcador, pois quando faltavam 5 minutos para o final, ainda perdíamos por 6-4.
Este amigável fez-nos conhecer uma das equipas que viria a ser das mais impulsionadoras do FFA (responsável por exemplo pela organização de eventos como a Taça Intertoto FFA 2006) e outro grande Senhor do FFA: Zé Carlos “Esguelha”, nº 8 e responsável pelos Cabasada.
Com esta vitória, o nosso ânimo continuou a crescer e definitivamente estávamos lançados no Mundo FFA.

O 3º jogo no FFA seria também contra os Cabasada, desta feita em Rio-Tinto, num indoor. Neste jogo, sofreríamos a nossa primeira derrota (também são importantes, pois só aprendemos a saborear bem a vitória quando já sentimos o sabor amargo da derrota)… e que derrota! Levamos um banho de bola e perdemos por 12-2, num jogo em que tudo nos correu mal e em que tudo correu bem à equipa de Rio-Tinto.
Esta derrota serviu para assentarmos os pés na terra e vermos que tínhamos muito a melhorar, muitas lacunas a colmatar, muitas falhas que teríamos que corrigir.

No dia 16 de Fevereiro, seria a vez de conhecermos outra equipa que chegou mais ou menos na mesma altura que nós ao FFA: Os Esbungas, liderados pelo João. Depois da catastrófica derrota com os Cabasada, lá nos deslocamos ao Pavilhão Garcia da Orta para defrontarmos esta equipa. E, uma vez mais, fomos derrotados por 7-2, num jogo sem grande história, em que Os Esbungas mostraram as suas grandes qualidades técnicas, aliadas a uma boa preparação física. Sem dúvida, uma grande equipa, com bom toque de bola e muitos valores individuais.
Com esta derrota, a equipa foi-se abaixo psicologicamente. Precisávamos urgentemente de uma vitória!

Esta vitória surgiu no dia 23 de Fevereiro, novamente no Liceu de Gaia (que começava a ser como que um santuário para nós!) frente à equipa do Alcino: O Arsenal Oliveirense. Vencemos por 4-3 e afastamos da mente os dois resultados anteriores.


Torneio de Carnaval Cabasada 2006 – O 1º Torneio

O nosso primeiro torneio no FFA aconteceu devido a um convite enviado pelo Esguelha para participarmos no Torneio de Carnaval dos Cabasada, a realizar-se no dia 25 de Fevereiro, no Pavilhão da Escola Secundária Abel Salazar (S. Mamede).
O Torneio contaria com alguns pesos pesados do FFA: AS4H, Amigos FC e Under41. As restantes equipas eram, naturalmente, os Cabasada, o Arsenal e nós.

No 1º jogo do torneio defrontamos os Amigos. Estávamos motivadíssimos, visto ser uma equipa muito bem colocada no Ranking FFA. Fizemos um jogo quase perfeito e vencemos por 2-1, com um golo monumental de Rodrigo António (pontapé de bicicleta a fazer chapéu sobre o guarda-redes dos Amigos). Uma alegria enorme! Tristeza apenas a lesão do Nuno, o grande guarda-redes dos Amigos.

No 2º jogo, perdemos frente a uma das melhores equipas FFA: os AS4H, comandados pelo guardião Tiago Moura “Kako”. A faltarem 5 minutos para o final do desafio, estávamos a perder 3-1. Contudo, fizemos um forcing final e conseguimos chegar ao 3-2. Acreditamos que o empate era possível, fomos para cima dos AS4H com tudo, mas num contra-ataque, a faltarem 50 segundos para o fim, os AS4H acabaram com as nossas esperanças de ir à final e fizeram o 4-2.

Estávamos assim “condenados” a jogar o encontro do 3º e 4º lugares, mais uma vez, contra a equipa do Arsenal Oliveirense. Nesse jogo, por manifesta infelicidade, perdemos por 4-3, quando até estivemos a ganhar por 3-1.

Mas mesmo assim, éramos uma equipa feliz! Tivemos bons momentos no Torneio, conhecemos imensa gente e obtivemos um honroso 4º Lugar! A vitória coube aos Under41 (equipa de Coimbra). Foi assim que decorreu o nosso primeiro torneio no FFA.


Os encontros seguintes: Drink G Team e Invicta FC

No Sábado dia 4 de Março, apadrinhamos mais uma equipa FFA: os Drink G Team. Vencemos por 4-1 e mostramos que estávamos fortes a defender e rápidos nas saídas para o ataque.

No dia 7 de Março seria a vez de defrontarmos o Invicta FC, equipa de futsal federada. O jogo realizou-se na casa do Invicta, no Pavilhão da Escola Fontes Pereira de Melo. A nossa equipa estava bastante motivada para este jogo, visto irmos defrontar uma equipa que treinava 3 vezes por semana, com excelentes jogadores e com condições de trabalho incomparavelmente superiores às nossas.
O resultado ficou-se pelos 5-4 e deu a sensação de que se o jogo tivesse durado mais 5 minutos, teríamos trazido o empate ou memos a vitória, tal foi a garra, a força e o empenho com que acabamos o jogo, conseguindo recuperar de uma desvantagem de 5-1. Apesar da derrota, ficamos bastante contentes com a nossa prestação, pois mostramos que, mesmo frente a uma equipa federada, com muito suor, podíamos conseguir vitórias!


Jogo frente àquela que é provavelmente a melhor equipa do FFA: Portus87

No dia 14 de Março deslocamo-nos ao reduto do Portus87, equipa com quase 20 anos de história; umas das melhores equipas do FFA, senão mesmo a melhor.
Perdemos por 5-2, mas este foi um jogo muito importante para o Gaia United. Foi neste jogo que vimos como teríamos que jogar de ora em diante: com raça, garra, determinação, nunca dar uma jogada por perdida, nunca desistir de uma bola. Foi este o exemplo que o Portus87 nos deu. Mesmo assim, fizemos uma boa prestação. Até ao 2-2 o jogo estava equilibrado, mas depois disso o Portus arrancou para os 5-2 e nós, esgotados fisicamente, pouca resposta demos. Mesmo assim, sentimos que este jogo seria importante para nós. Era assim que teríamos de jogar se quiséssemos vencer com mais regularidade.


Liga Longa Vida: uma oportunidade para realizarmos jogos oficiais

O mês de Abril foi deveras importante para a história do Gaia United. Tínhamos entrado para o FFA em Janeiro e estávamos empenhados nos amigáveis. Contudo, como é óbvio, todos gostávamos de participar numa espécie de campeonato, em que houvesse classificações, pontuações, estatísticas, jornadas, melhores marcadores, etc. Havia mais equipas na mesma situação que nós: Arsenal Oliveirense, Cabasada e Os Esbungas.

Isto fez com que o Esguelha tivesse a grande ideia de organizarmos um Campeonato: a Liga Longa Vida. Este campeonato permitiria a estas novas equipas realizarem jogos oficiais (que contam mais para o Ranking FFA), com calendário marcado, com mais organização, entre outras coisas. Esta Liga fez com que nos organizássemos melhor, com que ganhássemos experiência, aprendêssemos a jogar em jogos de duas partes de 20 minutos, com mais frieza e mais empenho na disputa dos lances. Assim, avançou-se para este projecto, liderado pelo Esguelha e pelo Alcino. Endereçaram-se também convites à Juventude Pôr-do-Sol (que viria a desistir da prova) e à PT Contact. Pouco antes da Longa Vida começar, a PT Contact anunciou a sua impossibilidade de competir e, em sua substituição, apareceram os Tigres, liderados pelo José Guedes.


Estreia na Longa Vida: Os Tigres 3 – 3 Gaia United

No início de Abril, estava tudo pronto, então, para o início da Longa Vida com um Os Tigres – Gaia United. O jogo disputado no Pavilhão da Paróquia da Areosa foi muito disputado, bastante duro, com emoção até ao fim, terminando com um empate (3-3). De referir que o Gaia United teve de suar para garantir o ponto, pois Os Tigres jogam num pavilhão de dimensões muito reduzidas e dispõem de jogadores muito fortes e bons tecnicamente.


A derrota que fez mudar muita coisa: Porto Nobre

No dia 4 de Abril iríamos estrear a nossa casa fixa: o Pavilhão do Colégio de Gaia. Contudo, a nossa estreia não foi nada feliz. Levamos 14 jogadores (o plantel completo) e fomos cilindrados pelos Porto Nobre. 2-9 foi o resultado final. Foi a completa desorganização que nos fez perder este jogo, pois 14 jogadores sempre a entrar e a sair origina uma total confusão. A partir deste jogo muita coisa mudou. Vimos que, apesar de sermos todos amigos e sabermos que todos queremos jogar, não poderiam ir tantos jogadores aos jogos. Foi aí que demos o murro na mesa e decidimos mudar muita coisa, passando a introduzir o sistema de convocatórias por rotatividade, levando apenas 7/8 jogadores no máximo para cada jogo.


A primeira vitória na Longa Vida: Cabasada 2 – 4 Gaia United

A 26 de Abril deslocamo-nos ao excelente Pavilhão do Alfenense para defrontar os Cabasada. A vitória sorriu-nos e parecia estarmos nos trilhos do sucesso para esta Longa Vida.


Apuramento para a Taça Intertoto FFA 2006: Silver ou Gold?

Todos os anos, as grandes equipas do FFA reúnem-se num grande evento de convívio denominado de Taça Nacional FFA. Este evento realiza-se em Parceiros, Leiria. Como é óbvio, por razões de logística, nem todas as equipas registadas no FFA podem participar, dando-se lugar, naturalmente, àquelas que são mais antigas e que mais simbolizam/representam o espírito FFA (“onde o convívio está acima da vitória”).
O Gaia United, equipa recém chegada ao fórum, foi uma das que ficou de fora.
Contudo, o Esguelha, o Alcino e o Nando (do Inter Desportivo) decidiram organizar um evento semelhante à Taça Nacional para as equipas que ficaram de fora: a Taça Intertoto! Para isso, teria que haver primeiro eliminatórias, de modo a definir quem iria disputar a Taça Intertoto Silver e quem iria disputar a Taça Intertoto Gold.

O nosso apuramento seria disputado no dia 29 de Abril, em S. Mamede, com as equipas do Inter Desportivo, ARLA (oriundos de Lisboa) e Juventude Pôr-do-Sol.
No primeiro jogo, vencemos, com alguma dificuldade a equipa lisboeta por 2-1; depois defrontamos a Juventude Pôr-do-Sol (1-1); no último jogo perdemos 2-1 (golo da derrota sofrido no último minuto) com o Inter Desportivo, equipa com um futebol bastante atractivo e com bons jogadores.

Ficamos assim em 3º Lugar, sendo consequentemente apurados para a Taça Intertoto Silver. Lá iríamos nós para a Covilhã (mais tarde alterou-se esse local do torneio para Parceiros – o mesmo da Taça Nacional).


A Liga Longa Vida continuava… e seria a estreia do nosso equipamento

No dia 4 de Maio, seria a vez de irmos ao reduto do Arsenal para a 3ª Jornada da Liga Longa Vida. Uma vitória por 6-3 colocou-nos nos lugares cimeiros da classificação.

A 23 de Maio ocorre uma data especial no nosso historial: seria a data de estreia dos nossos equipamentos (muito semelhantes aos do Borussia Dortmund), encomendados à Criàmus. Camisola amarela com risca preta ao centro; calções pretos; meias amarelas. Seria assim que receberíamos a Juventude Pôr-do-Sol. Num jogo muito duro e quezilento não fomos além do empate a 3 bolas. Seria justa a nossa vitória, mas ela infelizmente não aconteceu, com muita pena nossa, que queríamos estrear da melhor forma os nossos uniformes.

Mesmo assim, esta foi uma data muito especial para a nossa equipa. Finalmente, após 5 meses de existência, tínhamos os nossos próprios equipamentos, com as cores da nossa cidade. Era sem dúvida muito mais motivante jogarmos todos de igual, com um equipamento que, pessoalmente, considero bastante bonito.


A viagem a Parceiros: Fase Final Taça Intertoto FFA 2006

A 27 de Maio de 2006, 4 jogadores do Gaia United (Nuno Tiago, Eloi, Rodrigo António e Rodrigo) deslocaram-se de automóvel a Parceiros (Leiria) para disputar a Taça Intertoto. Infelizmente, os restantes atletas da nossa equipa não puderam ir. Mas, mesmo assim, ao bom espírito FFA, lá fomos… sabendo de antemão que, com 4 jogadores para jogar 3 jogos, seria uma tarefa hercúlea conseguir um bom resultado.
A nossa viagem começou bem cedo, por volta das 9 horas. O destino seria a área de serviço de Antuã, onde nos iríamos encontrar com a malta do Arsenal e dos Cabasada.
A animação na carrinha do Arsenal e nos carro dos Cabasada contagiou-nos aos 4 para um belo dia de futsal!

Em Parceiros, dois de nós (Eloi e Rodrigo) ainda fizeram mais um jogo, ao alinharem pelos Don Cabron, equipa lisboeta que se deslocou a Parceiros apenas para se divertirem e passarem um bom bocado!

Antes de mais, seria preciso arranjarmos um guarda-redes. Perguntamos quem queria defender as nossas redes e quem se disponibilizou logo foi o Taberneiro, dos FLX (equipa de Lisboa). E que grande guarda-redes nos saiu na rifa! O homem defendia tudo, berrava connosco, ajudava-nos a subir no terreno… tivemos muita sorte no guarda-redes que “contratamos” para aqueles dois jogos iniciais: frente aos Damaia FC e Os Tigres. No último jogo, com os Porto Nobre, seria o Chita dos Cabasada a defender (também ele muito bem) as nossas redes.

Convém dizer que tínhamos sido promovidos à Taça Intertoto Gold, por desistência da equipa da Juventude Pôr-do-Sol.

No primeiro jogo, frente aos Damaia FC, quase que trazíamos a vitória, mas faltou-nos pernas no final e perdemos por 1-0 frente à bem disposta equipa dos Damaia FC, liderados pelo grande Mitchell!

O segundo jogo trouxe-nos nova derrota, desta feita frente aos nossos colegas da Longa Vida: Os Tigres. Perdemos por 2-0, mas se tivéssemos concretizado as oportunidades de que dispusemos, podíamos ter feito uma surpresa, mas assim não aconteceu. Neste jogo, realço a actuação do Taberneiro, um autêntico herói, que só não defendeu aquilo que era mesmo impossível.

O terceiro e último jogo seria contra os Porto Nobre, para definir o 5º e 6º lugares. Estávamos esgotados fisicamente, já nem nos conseguíamos mexer. Mesmo assim, estivemos a ganhar por 2-0 e recordo com saudade os nossos festejos aquando dos golos – afinal eram os nossos primeiros golos no torneio! Contudo, infelizmente, não fizemos o brilharete que tanto desejávamos. Foi pena. Seria um prémio justo para o nosso empenho. Acabamos por perder por 4-2.

Apesar do último lugar, viemos felizes de Parceiros. Sentimento do dever cumprido; elogios de todas as equipas, visto termo-nos apresentado com apenas 4 jogadores; dignificamos a camisola do Gaia United; conhecemos pessoas espectaculares; demos os parabéns aos grandes vencedores (Os Patrick); jogamos imenso futebol e tivemos um jantarzinho bem porreiro com o pessoal do FFA.
Com estas coisas todas, as 3 derrotas facilmente seriam esquecidas.

Mesmo assim, chegará a hora de Parceiros, um dia, ver o verdadeiro Gaia United!


A fase decisiva da Longa Vida

Voltando para Vila Nova de Gaia, seria a fase de nos concentramos na Liga Longa Vida. A Juventude Pôr-do-Sol havia desistido da Liga, por desacordo face a certas regras da arbitragem. Por isso, apenas restavam 5 equipas.

Pela frente, no dia 1 de Junho, teríamos uma deslocação bastante difícil, frente a um dos candidatos ao título: Os Esbungas. Vencemos por 1-0 e aí afirmamo-nos como sérios candidatos ao título. Num jogo quase perfeito, marcamos golo através de um livre e depois defendemos o resultado, o que, frente a uma equipa com jogadores deste nível, é sempre complicado.
O Gaia United estava, assim, lançado na corrida ao título.

O encontro seguinte, frente aos Tigres (em casa) seria decisivo. Se ganhássemos ficávamos com as portas do título praticamente escancaradas. Isto a 20 de Junho.
Nesse jogo, apelidado por muitos como o melhor jogo da Liga Longa Vida 2006, fomos derrotados por 1-2. Entramos melhor no jogo e cedo podíamos ter estado em vantagem. Contudo, foram Os Tigres, através de um canto os primeiros a marcar. Na 2ª parte chegamos ao empate e estávamos bastante mais rápidos, bastante mais fortes. Na jogada seguinte, por exemplo, enviamos uma bola ao poste. E como quem não marca, arrisca-se a sofrer, Os Tigres fizeram golo através de um livre directo que, inacreditavelmente, passou no meio da nossa barreira.
Com o 1-2 como resultado final, apareciam três equipas capazes de arrebatarem o título: Os Tigres, Os Esbungas e o Gaia United. Cabasada e Arsenal pareciam estar um pouco para trás.

A 13 de Julho, porém, recebemos os Cabasada e fomos justamente derrotados por 3-1. Não nos encontramos no jogo e pareceu que a derrota frente aos Tigres tinha abalado o espírito da equipa. Depois deste resultado, o título passava a ser discutido entre duas equipas: Os Esbungas e Os Tigres.


Os amigáveis frente a equipas da Mini-Liga

Nunca foi segredo para ninguém que o Gaia United, desde cedo, tinha como objectivo ingressar na Mini-Liga (liga de futsal amador do Grande Porto com uma organização excelente e muito boas equipas – www.mini-liga.tk). Para isso, manifestamos a nossa vontade aos organizadores da Mini-Liga.
Para entrarmos nesta competição convinha fazermos alguns amigáveis frente às equipas que compõem este Campeonato.

No dia 11 de Julho, recebemos a grande equipa dos AS4H e perdemos por 6-4. A equipa do AS4H é conhecida no FFA pela grande qualidade da sua defesa. Por isso, marcar 4 golos a estes senhores não é feito pequeno!

No dia 13 de Julho, fomos ao reduto dos Amigos FC perder por 5-3. Fizemos um grande jogo frente a uma grande equipa, apesar de nos encontrarmos bastante desfalcados e sem guarda-redes.


Últimos jogos da Longa Vida

Devido a sucessivos adiamentos dos jogos da Longa Vida (ou por indisponibilidade de pavilhões ou por impossibilidade das outras equipas se deslocarem ao nosso reduto), os últimos jogos da Longa Vida decorreram quando já quase não tínhamos atletas disponíveis, visto a maioria já estar de férias no Algarve.

Recebemos o Arsenal Oliveirense e fomos derrotados por 3-5. A nossa equipa estava destroçada na sua moral e com poucos recursos humanos.

No último jogo da Longa Vida, defrontamos os Esbungas em nossa casa e perdemos põe 0-3. Tínhamos apenas 5 jogadores, nenhum deles guarda-redes. Os Esbungas sagraram-se campeões. Justamente, diga-se, pois foram a equipa que melhor futebol apresentou.

A Longa Vida terminou assim, com o Gaia United em 3º lugar, seguido pelos Cabasada e Arsenal. Os Tigres ficaram em 2º e Os Esbungas em 1º. Foi uma excelente experiência participar nesta Liga Longa Vida 2006!


Estatísticas 2005/2006

Melhores Marcadores
Rodrigo - 19 golos (16 em jogos amigáveis; 3 em jogos oficiais);
Rui - 13 golos (5 em jogos amigáveis; 8 em jogos oficiais);
Ruca - 13 golos (5 em jogos amigáveis; 8 em jogos oficiais);
Rodrigo António - 11 golos (11 em jogos oficiais);
Nelo - 8 golos (5 em jogos amigáveis; 3 em jogos oficiais);
João Vítor - 3 golos (2 em jogos amigáveis; 1 em jogos oficiais);
Pedro Henrique - 2 golos (1 em jogos amigáveis; 1 em jogos oficiais);
Nuno Tiago - 1 golo (1 em jogos amigáveis);
Miguel - 1 golo (1 em jogos amigáveis);
Guto (Rasta) - 2 golos (2 em jogos amigáveis) - jogador convidado;
André - 2 golos (2 em jogos amigáveis) - jogador convidado.

Melhor marcador total: Rodrigo (19 golos)
Melhor marcador em jogos amigáveis: Rodrigo (16 golos)
Melhor marcador em jogos oficiais: Rodrigo António (11 golos)
Jogador com mais presenças: Rodrigo António - 28 jogos disputados (10 jogos amigáveis; 18 jogos oficiais) em 29 jogos possíveis

Total de jogos disputados: 29 jogos (11 jogos amigáveis; 18 jogos oficiais)
Vitórias: 9
Empates: 3
Derrotas: 17

Nº de equipas que defrontamos: 14
Equipas que defrontamos: Arsenal Oliveirense (5x), Cabasada (4x), Os Esbungas (3x), Os Tigres (3x), Juventude Pôr-do-Sol (2x), Amigos FC (2x), AS4H (2x), Invicta FC, Portus87, Porto Nobre (2x), ARLA, Damaia FC, Drink G Team, Inter Desportivo.
Equipas do Grande Porto: 12
Equipas da Grande Lisboa: 2

Total de golos marcados: 66 golos (40 em jogos amigáveis; 26 em jogos oficiais)
Total de golos sofridos: 106 (62 em jogos amigáveis; 44 em jogos oficiais)

Goal-average em jogos amigáveis: -22 golos
Goal-average em jogos oficiais: -18 golos

Média de golos marcados (total): 2,3 p/ jogo
Média de golos marcados em jogos amigáveis: 3,6 p/ jogo
Média de golos marcados em jogos oficiais: 1,4 p/ jogo

Média de golos sofridos (total): 3,6 p/ jogo
Média de golos sofridos em jogos amigáveis: 5,6 p/ jogo
Média de golos sofridos em jogos oficiais: 2,4 p/ jogo.

* Jogos oficiais: 9 jogos do Torneio Longa Vida; 3 jogos do Torneio de Carnaval dos CabaSada; 3 jogos de Qualificação para a Fase Final da Taça Intertoto FFA; 3 jogos da Fase Final da Taça Intertoto FFA.


Nesta primeira época do Gaia United FC, as estatísticas não são as mais famosas, mas tudo vamos fazer para que na próxima época as coisas sejam diferentes, devido à alguma experiência acumulada neste meio ano de competição! Época Nova, Vida Nova! Desta vez na Mini-Liga, seja no Campeonato, seja na Taça!

Um abraço a todas as equipas do FFA, mas permitam-me que envie 14 abraços especiais:
- para o Paulo
- para o Vitó
- para o Rodrigo António
- para o Nelo
- para o Nuno Tiago
- para o Eloi
- para o Miguel
- para o Sérgio
- para o Nuno
- para o Ruca
- para o Rui Ferreira
- para o Pedro Almeida
- para o Bezerra.

Um grande abraço para todos eles que, juntamente comigo, formam a melhor equipa do Mundo: GAIA UNITED FUTSAL CLUB

sábado, novembro 11, 2006

Jantar do Gaia United - Decisões e Eleições

O jantar do Gaia United foi um autêntico sucesso! Muita diversão, fininhos a rular, francesinhas... como um bom jantar deve ser! Afinal, o futsal serve para juntar este grupo de amigos!

Mas também se falou de coisas sérias neste jantar!

Uma delas foi o equipamento alternativo. Ficou decidido que, dentro de pouco tempo, iremso avançar para este projecto, sendo que o equipamento será todo branco, com as letras e os recortes a dourado (semelhante ao equipamento alternativo da Itália).

Outra decisão foi a de avançarmos para a criação de um verdadeiro site, que encomendaremos a uma empresa de sites profissionais, que nos irá fazer o nosso de borla, pois é pessoal amigo!

Decidimos também avançar para a realização e um seguro contra acidentes desportivos.

Foram também eleitos so órgãos sociais.

O Presidente eleito fui eu: Rodrigo de Almada Martins;

O Vice-Presidente eleito foi o Manuel Carvalho;

Os Directores Financeiros são o Pedro Almeida e o Nuno Tiago;

Os Director de Comunicação sou eu e o Miguel Martins;

O Director da Promoção de Eventos é o Manuel Cravalho;

O Responsável pelo Material Logístico é o Rodrigo António.

Quanto à Assembleia Geral, foram eleitos Rui Coimbra Gonçalves, o João Vítor Borges e o Rui Ferreira.

A sede do Gaia United ficou estabelecida na casa do João Vítor Borges, na Aguda.


Um abraço a todos!

quinta-feira, novembro 09, 2006

quarta-feira, novembro 08, 2006

Jantar do Gaia United

Os elementos do Gaia United vão-se reunir esta Sexta-Feira para um jantar-convívio, para debater algumas questões ligadas ao clube e outras que não têm nada a ver com nada!

Certamente não irá faltar cerveja, boa disposição e muito futebol para se falar!

Época 2007/2008 - A 3ª Época de FFA


S. Mamede, 12 de Fevereiro de 2008: um dos jogos desta época frente ao Portus87, que vencemos por 1-3.


A época 2007/2008 não foi, de facto, das mais felizes para o Gaia United.

Após um ano repleto de sucessos – sendo o ponto mais alto o título de Campeão da Mini-Liga 2006/2007 – esta temporada não correu conforme o desejado.
A expectativa era muita e, na verdade, nunca conseguimos assumir o nosso jogo e reeditar o estilo de jogo da época anterior. E, se era verdade que já não éramos a equipa sensação e que por isso invariavelmente as equipas se apresentavam demasiado fechadas contra nós, também temos que admitir que nunca apresentamos o ritmo e a intensidade de jogo do passado. O Gaia United versão 2007/2008 pareceu sempre um pouco “aburguesado”, sem a mesma vontade de vencer de outrora. Sempre deu a ideia de que a “alma” tinha desaparecido. E todos sabemos que uma equipa sem alma é meio caminho andado para se desencontrar com a sorte…

Com efeito, deram-se mudanças importantes na equipa. Pedro e Rodrigo foram trabalhar/estudar para Lisboa e disso o clube se ressentiu. Não tanto dentro de campo, mas mais no balneário.

O clube viveu uma fase de apatia e algum desnorte: o blog esteve muito inactivo, houve pouco apoio uns dos outros nos jogos, apareceram menos ideias, houve menos convívio, treinou-se bastante menos. Além de esta ter sido a época em que o Gaia United realizou menos jogos – apenas 24 para sermos mais precisos, sendo que 22 encontros foram disputados para o Campeonato e Taça da Mini-Liga, enquanto que se realizaram somente dois amigáveis (contra Palankas e Porto Nobre), o que é muito pouco para uma equipa que, quanto a mim, já atingiu algum “peso” no FFA. O facto de, neste ano, não termos sido convidados para a Taça Nacional FFA ou Taça Intertoto FFA desmotivou ainda mais a equipa. Mas, pior que todas as derrotas, a falta de união foi a marca negativa desta época, transformando-a na pior de sempre desde a fundação do Gaia United.

Também será justo e verdadeiro dizer que a Mini-Liga tornou-se, nesta temporada, mais disputada. O Portus87 ressurgiu em grande, assim como os CFC (ex-AS4H), sendo que as entradas na Liga da RD Congo e, acima de tudo, do Inter Coimbrões vieram aumentar o grau de exigência do campeonato. Diga-se em abono da verdade que esta época foi totalmente dominada pelo Inter Coimbrões, uma equipa quase imbatível, com a qual, em 5 jogos, perdemos 4 e empatamos 1. Daí que título de Campeões da ML 2007/2008 lhes assente muitíssimo bem, embora o Portus tenha conseguido levar a discussão do título até à última jornada.

Contudo, é importante dizer que nem tudo foi mau. Por exemplo, tirando a derrota logo no primeiro jogo da época (amigável frente aos Palankas em Setembro), a equipa só veio a perder o primeiro jogo oficial em Janeiro, frente ao Inter Coimbrões. E penso mesmo que essa derrota, logo por 0-5 em casa, veio influenciar o resto da temporada, já que a equipa sentiu-se bastante mais frágil e desunida perante o principal candidato ao título.

Depois dessa derrota, exceptuando quatro vitórias sobre o Énois05 (no Gaia e em S. Mamede), Portus87 (S. Mamede) e Amigos FC (no Gaia), a equipa nunca mais conseguiu vencer um jogo (seguiram-se uma série de empates e derrotas frente a equipas como Inter Coimbrões, Portus87, RD Congo, Porto Nobre e CFC).

Sendo assim, e atendendo ao estado anímico do balneário da equipa, o 4º lugar, não sendo uma posição que nos agrade, foi a classificação justa e merecida, culminando uma temporada que foi mal preparada desde o início.

Uma nota positiva para os três reforços desta época: André Araújo (Né), Sérgio Pereira e Bruno Bernardo. Apesar de Bruno Bernardo ter abandonado o clube no final desta mesma época – por incompatibilidade dos horários profissionais com os horários dos jogos – podemos dizer que estas três pessoas foram uma nota muito positiva nesta época, visto que se integraram muito bem no grupo. Penso mesmo que podem vir a ser muito importantes no Gaia United, ainda mais do que já são.

Já Pedro Almeida, Nelo e Paulo seguiram o caminho inverso no término desta época 2007/2008 e decidiram sair do clube para abraçar outro projecto, por decisões exclusivamente pessoais. A saída deveu-se a assuntos internos do clube que não interessa abordar aqui. Resta-nos desejar boa sorte aos três ex-jogadores e agradecer toda a dedicação (que foi muita, diga-se) que demonstraram nestes 3 anos que envergaram a camisola do Gaia United, pertencendo por direito próprio à história deste clube.

A época acabou, assim, com algum alívio para o Gaia United que necessitará de se regenerar e revigorar. E tenho a certeza que isso acontecerá, já que a amizade que nos une terá certamente forças para ultrapassar tudo e todos. Os grandes clubes não se vêm nos bons, mas sim nos maus momentos. Por isso, tenho a certeza que o Gaia United irá dar a volta por cima !!! E é também nisso que eu me vou empenhar !!! Porque os momentos que este clube nos proporciona merecem todo o nosso esforço !!!

Um abraço a todos!

ESTATÍSTICAS

MELHORES MARCADORES

Diguinho - 10 golos (10 em jogos oficiais)
Paulo - 10 golos (10 em jogos oficiais)
Ruca - 7 golos (7 em jogos oficiais)
Rodrigo - 6 golos (6 em jogos oficiais)
Nelo - 6 golos (6 em jogos oficiais)
Rui Ferreira - 3 golos (3 em jogos oficiais)
Nuno - 3 golos (3 em jogos oficiais)
Né - 2 golos (2 em jogos oficiais)
Miguel - 2 golos (1 em jogo oficial; 1 em jogo amigável)
Pedro - 2 golos (2 em jogos amigáveis)
João Vítor - 1 golo (1 em jogo oficial)
Bruno Bernardo - 1 golo (1 em jogo oficial)
Gonçalo - 1 golo (1 em jogo amigável)

Jogos Disputados: 24 [22 oficiais (Campeonato ML, Taça ML) + 2 amigáveis (Palankas, Porto Nobre)]

Vitórias: 9
Empates: 6
Derrotas: 9

Golos Marcados: 54 [50 em oficiais + 4 em amigáveis]
Golos Sofridos: 56 [47 em oficiais + 9 em amigáveis]
Goal-Average: -2

Equipas Defrontadas: 12 (Inter Coimbrões, Portus87, CFC, RD Congo, Énois 05, Inter Desportivo, Juventude Unida, Amigos FC, J04, Reforços D'Inverno, Palankas, Porto Nobre)


Rodrigo de Almada Martins

quarta-feira, novembro 01, 2006

Rui Ferreira volta a treinar

Uma boa nova:

O nosso jogador Rui Ferreira voltou a jogar futebol! Após uma lesão que o afastou por cerca de 5 meses dos pavilhões (ligamentos do tornozelo), o Rui já treinou connosco, apesar de ainda com algumas limitações! É um regressa que se saúda, em primeiro lugar porque é nosso amigo e queremos que esteja connosco e em segundo lugar porque é útil para a equipa!

Um abraço


Rodrigo de Almada Martins

terça-feira, outubro 31, 2006

Gaia United elege capitão

No treino de ontem (2ª Feira) realizou-se a eleição do capitão de equipa. O treino, que contou com a presença dos 14 jogadores, teve direito a voto secreto. No entanto, na contagem dos votos, surgiu um empate: Rodrigo António e Nelo obtiveram ambos 6 votos.
Porém, Rodrigo António tornou tudo mais fácil e abdicou da braçadeira de capitão em favor do Nelo.

Assim, a partir de hoje:

CAPITÃO: Nelo
SUB-CAPITÃO: Rodrigo António

Novo site do Gaia United

Acabamos de criar um outro site do Gaia United:


www.omeuclube.org/gaiaunitedfc


Esperemos que seja um excelente complemento ao blog, que se mantém aqui em www.gaiaunitedfc.blogspot.com

Assinem o guestbook. Dentro de dias, o site terá mais conteúdos!


Abraço!

Treino de 2ª Feira com vista ao jogo com a Juventude Unida

Esta 2ª Feira, o Gaia United treinou mais uma vez no Pavilhão do Gaia FC, com vista à preparação do jogo com a Juventude Unida, relativo à 3ª Jornada do Campeonato Mini-Liga.

Nesta altura, o Gaia United lidera isolado a competição com 6 pontos (duas vitórias, 7 golos marcados e 1 sofrido), fruto da vitórias sobre AS4H e Cabasada (ambas obtidas fora de casa, a 1ª na Choaemato e a 2ª em Alfena).

Agora teremos duas jornadas em casa: a primeira já na próxima 2ª Feira com a Juventude Unida e depois, passadas duas semanas, será a vez de recebermos os Reforços D'Inverno.

Pelo meio, teremos ainda uma deslocação ao terreno dos J04 (Pavilhão Escola Secundária Abel Salazar - S. Mamede), num jogo relativo à Taça da Mini-Liga.

Para mais informações, consultem o site oficial da prova: www-mini-liga.tk


Para além disso, finalmente (!) compramos a bola oficial da FPF, a Mikasa amarela para utilizarmos nos jogos. Para os treinos chegam bem as outras!


Rodrigo de Almada Martins

domingo, outubro 29, 2006

Torneio Gaiathynaikos Relâmpago - 1º Lugar

O torneio já se realizou.

E posso dizer que, pela primeira vez, o Gaia United venceu um torneio!!!

Fomos 1ºs classificados, mas para isso tivemos que suar muito. No 1º jogo defrontamos uma equipa extra-FFA que nos deu muito trabalho. Tivemos que circular bem a bola, pressionar, correr e ganhamos o jogo com naturalidade mas com muito suor! O resultado foi de 2-1, tendo os golos sido marcados pelo Nelo e por mim.

No 2º jogo defrontamos o vencedor do jogo Gaiathynaikos - Cabasada. Os Cabasada ganharam e portanto tivemos o nosso 6º jogo com os alvi-negros. E o 2º jogo num espaço de 4 dias. O jogo da final penso que ficou morto nos primeiros 5 minutos, altura em que marcamos os 3 golos que nos deram a vitória por 3-0. Foi um início demolidor, em que aos 5 minutos de jogo já tínhamos facturado por 3 vezes: dois golos do Rodrigo António e um do Nelo. Depois, como é óbvio, recuamos no terreno e sofremos pressão por parte dos Cabasada, mas conseguimos aguentar-nos bem e levar de vencida o jogo e o torneio!

Para além disso, o nosso jogador Ruca foi eleito o melhor jogador do torneio, o que vem provar mais uma vez a excelente forma em que o Ruca se encontra!

Uma palavra de apreço para 2 jogadores nossos: Nelo (que veio jogar, tendo chegado de Lisboa minutos antes, foi a casa buscar o equipamento e veio jogar); e ao Rui Ferreira (jogador da nossa equipa que se encontra lesionado há muito tempo e que veio ver o nosso jogo para ver os amigos e matar saudades!)

Parabéns aos Cabasada, à organização do Gaiathynaikos (malta 5 estrelas) e à outra equipa!

Marcadores dos golos:
- Nelo (2x);
- Rodrigo António (2x);
- Rodrigo

quinta-feira, outubro 26, 2006

Mini-Liga 2ª Jornada: Cabasada 1 - 6 Gaia United

Já se realizou o jogo no melhor pavilhão onde joguei até hoje: o do Alfenense.

O resultado terminou com uma viória a nosso favor por 6-1, que considero justa.

Na 1ª parte, os Cabasada entraram melhor, com jogadas mais rápidas, mas cedo mostramos que estávamos muito pressionantes e que podíamos criar problemas logo nas saídas para o ataque por parte da equipa de Rio-Tinto. Julgo que o nosso início apanhou de surpresa a equipa dos Cabasada que entrou algo a frio no jogo. E assim logo nos primeiros minutos já tínhamos criado duas oportunidades flagrantes de golo. Depois, numa grande jogada do Ruca, ele desfere um remate de longe ao ângulo que de tão violento que foi deu a ideia que não tinha sido golo, pois a bola bateu no ferro interior da baliza e saiu com rapidez. E começa aqui o arraque do Ruca para uma exibição fantástica!

O 2-0 aparece pouco depois numa boa recuperação de bola, Rodrigo António recebe a bola do lado direito, avança uns metros e desfere um remate seco para o fundo das redes. E foi assim que as equipas recolheram aos balneários para o intervalo.

O 2º tempo começa praticamente com o nosso 3-0, numa boa combinação entre mim e o meu primo, que resulta no golo dele (Rodrigo António).

A partir daqui os Cabasada começaram a encetar o seu jogo, que envolve muitas trocas de bolas das alas para o meio e do meio para as alas, sempre em progressão. E foi assim que chegaram ao 3-1, após algumas oportunidades.

Mas nós estávamos num daqueles dias em que tudo nos saía bem (como aconteceu aos Cabasada no célebre jogo em que nos ganharam 12-2) e após termos sofrido uma forte pressão por banda dos Cabasada (que animados partiram para cima de nós em busca do empate), o Ruca recebe uma bola na área e remata sem hipóteses para o GR dos Cabasada.

A partir daqui com o 4-1, penso que o resultado estava feito. Depois os Cabasada desanimaram um pouco e nós carregamos no acelerador e fizemos o 5-1 num golo magnífico do Ruca, numa triangulação larga comigo, meto-lhe a bola na linha, ele flecte para o meio depois de deixar um adversário para trás e atira seco para o fundo da baliza (ao estilo Arjen Robben).

O último aparece de outra jogada minha e do Ruca em que encostei para o 6-1 final.

Fizemos um jogo quase perfeito, em que recorremos apesar de tudo demasiadas vezes à falta (os Cabasada tiveram um livre de 10 metros). Foi um daqueles dias em que tudo nos saiu bem e em que tudo saiu mal aos Cabasada.

Disse-me agora o Kako que somos os líderes da Mini-Liga! É uma sensação boa!

Um abraço aos Cabasada, em especial ao Esguelha. Abraço também ao Igor e a toda a equipa de arbitragem do Enois05!


Marcadores dos golos:
-Ruca (3x);
-Rodrigo António (2x);
-Rodrigo.


Rodrigo de Almada Martins

terça-feira, outubro 24, 2006

Recuando no tempo...

Esta foi a mensagem que deixamos no Fórum Futsal Amador (www.futsalamador.net) quando nos formamos a 5 de Janeiro de 2006. Recuando no tempo...

"Olá a todos! Estou aqui a enviar esta mensagem para dar conhecimento de que se formou uma nova equipa de futsal, a minha equipa: Gaia United F. C.

Somos um grupo bem disposto (proveniente de Vila Nova de Gaia) que partilha o gosto pelo futsal amador. Já treinamos/jogamos juntos há cerca de 2 anitos, mas só agora descobrimos esta possibilidade de agendar jogos com outras equipas que perfilhem os nossos ideais, ou seja, o gosto por umas belas jogatanas de futsal!

O Gaia United F. C. joga/treina todas as sextas-feiras. O local dos treinos costuma variar: ora é no Indoor Footmania (em Oliveira do Douro); ora é no Indoor Eurosoccer (em Canelas). Ambos os indoors têm piso de relvado sintético.
Relativamente aos indoors, tenho uma dúvida: os jogos das comeptições organizadas por aqui têm de ser obrigatoriamente jogados num pavilhão ou também podem ser jogados num indoor de piso relvado sintético? Somos novos aqui no fórum e, por isso, ainda não estamos muito por dentro disto, ou seja, ainda não percebemos muito bem como isto funciona. Deste modo, qualquer dica ou conselho serão benvindos!

Estamos disponíveis para qualquer jogo, seja em "nossa casa" seja em "casa alheia". Não importa qual o tipo de piso. Queremos é jogar futsal contra outras equipas que vejam o futsal como nós: um meio de soltar umas gargalhadas e de conviver com pessoas que adorem futebol!

Espero que nos ensinem o melhor modo de marcar amigáveis.

Vou deixar aqui os nossos contactos para agendamento de jogos (se bem que em Janeiro e inícios de Fevereiro será complicado marcar jogos, pois estamos quase todos em época de exames! Mas mesmo assim pode ser que dê para se fazer qualquer coisa!)

Rodrigo de Almada Martins - e-mail: rodalma@hotmail.com
Rodrigo Silva Gomes Martins - e-mail: rodrigo_martins13@hotmail.com


Abraços e viva o futsal!"

Jogos 2005/2006





Palmarés do Gaia United FC

PALMARÉS


4º Lugar 1º Torneio de Carnaval CabaSada 2006 (Escola Secundária Abel Salazar - S. Mamede);

6º Lugar Taça Intertoto Gold FFA 2006 (Pavilhão de Parceiros - Leiria;

3º Lugar Liga Longa Vida 2006 (Equipas participantes: Os Esbungas (1º) Os Tigres (2º) Cabasada (4º) Arsenal Oliveirense (5º) Juventude Pôr-do-Sol (desistiram);

3º Lugar JuveCup Relâmpago 2006 (Pavilhão da Choaemato - Leça);

1º Lugar Gaiathynaikos Relâmpago 2006 (Escola Secundária Almeida Garret - V. N. Gaia)

quinta-feira, outubro 19, 2006

Torneio JuveCup Relâmpago: 3º lugar

Antes de mais peço desculpa por só agora vir comentar este torneio, mas acontece que fiquei sem net em casa e não tive mesmo portunidade de aceder ao fórum através de outro compuytador qualquer.

O torneio JuveCup Relâmpago foi um sucesso. Bons jogos, diversão, jogos muito bem disputados, pavilhão em óptimo estado, equipas ainda à procura da sua melhor forma, balneários óptimos... tudo perfeito. Parabéns à Juventude Unida, em particular ao seu responsável André (que também fiquei a saber que é um grande defesa!).

Quanto aops jogos propriamente ditos:


Gaia United 1 - 2 InterDesportivo

Entramos muito fortes no jogo, pressionantes, sem dar grandes espaços aos elementos do Inter. Tivemos sobretudo atenção ao jogador Vitinha, pois, como disse o Nando, logo nos pareceu que fosse o jogador em melhor estado físico para encetar lances individuais. Julto que fizemos o nosso golo nos primeiros 5 minutos. O Ruca ganha um ressalto no meio-campo, simula uma finta, segue para área isolado e aí toca para mim que de baliza aberta só tenho que encostar. Logo de seguida podíamos ter aumentado a vantagem para 2-0, mas falhamos uma boa oprtunidade. A partir daí o jogo ficou mais equlibrado, mas com mais pendor ofensivo para o Inter, que no final da 1ª parte numa óptima jogada construída pelo lado direito consegiu o golo do empate (esta equipa do Inter quando faz funcionar os seus passes das alas para o centro é extremamente perigosa!).
Na 2ª parte o jogo foi extremamente emotivo e animado. Julgo que a vitória poderia ter sorrido a qualquer uma das equipas, mas também é verdade que assenta melhor ao Inter que a nós. Ambas as equipas tiveram óptimas oprtunidades, mas foi o Inter que, devido a uma bola nossa perdida na nossa área, consegiu fazer o golo da vitória já muito perto do final do encontro. Parabéns ao Inter, que ia para a final! Nós íriamos jogar com a Juventude Unida, visto terem sido derrotados pelo Enois05.


Gaia United 3 - 1 Juventude Unida

Este jogo tem duas partes completamente distintas. Na primeira parte foi muito equilibrado, apesar de termos mandado uma bola à barra.
Na 2ª parte julgo que fomos mais perigosos, apesar da Juventude ter tido mais posse de bola e ter jogado mais na nossa metade do campo. Mas os nossos contra-ataques estavam a sair muito bem. Numa dessas jogadas, tabelei bem com o Né (jogador arranjado extra-equipa, devido a falta de elementos) e fiz o 1-0. Depois numa bela jogada individual fizemos o 2-0 através do Ruca. Entretanto,a Juventude começou a ser mais pressionante e acabou por marcar num belo livre. Poderia ter sido empolgante para a JUventude, mas na jogada seguinte o Ruca recebe a bola e com um passe acrobático desmarca-me e eu só tenho de rematar a meia altura para a baliza. O 3-1 matou o jogo e depois tivemos que gerir a vantagem até ao final.

Foi um belo torneio FFA. Agradecidos pelo convite! Parabéns a todos, em especial aos organizadores e aos vencedores.

Um abraço


Marcadores dos golos:
- Ruca
- Rodrigo (3x)



Rodrigo de Almada Martins

terça-feira, outubro 10, 2006

Mini-Liga 1ª Jornada: AS4H 0 - 1 Gaia United

Realizou-se há cerca de uma hora o nosso primeiro encontro na Mini-Liga.

Foi um bom jogo, bastante disputado, com os jogadores a suarem bastante, boas oportunidades de golo e grandes intervenções de ambos os guarda-redes. Verdade seja dita que os AS4H foram a equipa mais perigosa durante todo o encontro, pois trocam melhor a bola, são mais rápidos nas saídas para o ataque, sabem tabelar, triangular, jogar com e sem pivot. Mas também é verdade que a nossa equipa correu Km, raramente nos vimos em desvantagem numérica nas linhas atrasadas, fomos fantásticos nas dobras e tivemos sempre um bom sentido posicional em campo.

O jogo, na minha opinião, divide-se em 3 partes: até meio da 1ª parte o jogo estava equilibrado e estávamos a ser mais perigosos no contra-ataque e com mais lances de perigo; na 2ª metade da 1ª parte sofremos uma forte pressão, quase sufocante. Na 2ª parte o domínio continuou a pertencer aos AS4H, mas nós tivemos sempre um olho na baliza do Tiago, com bolas bombeadas pelo nosso GR Paulo (grande exibição!!) e através de recuperações rápidas no meio-campo, lançando rapidamente a bola para os nossos jogadores mais adiantados no terreno.

E o nosso golo surgiu assim, numa bola recuperada a meio-campo pelo Rodrigo António, que nos permitiu estar 3 para 1. Com uma simulação, ganhou espaço para chutar, a bola bateu (com alguma sorte, diga-se) na perna do defesa dos AS4h, traiu o Tiago e só parou no fundo as redes.

Depois fizemos o óbvio frente a uma equipa do poderio dos AS4H: defender o resultado. O jogo decorreu sob uma pressão forte dos AS4H até final, tendo o nosso GR Paulo efectuado 2 ou 3 defesas de grande nível.

Uma última nota para o piso, que se encontrava escorregadio em certas zonas, o que originou alguns lances perigosos e díficeis de ajuizar, tanto para os jogadores, como para os árbitros.

E decorreu assim a nossa estreia na Mini-Liga! Estamos, como é óbvio, muito felizes com esta vitória, tratando-se ainda por cima de uma equipa como os AS4H.

Um abraço a todos, especialmente para o Tiago, equipa de arbitragem e João do Portus87 (espectador solitário nas bancadas!).

Marcador do golo:

- Rodrigo António.


Pavilhão da Choaemato
23h
9 de Outubro 2006
1ª Jornada Mini-Liga
Arbitragem a cargo dos CabaSada


Rodrigo de Almada Martins

sexta-feira, outubro 06, 2006

Notícias: Gaia United prestes a estrear-se na Mini-Liga

Neste momento, já temos pavilhão fixo, pelo menos até Dezembro: treinamos/jogamos todas as segundas-feiras, das 22h às 23h30m no Pavilhão do Futebol Clube de Gaia (que apesar do nome já não tem a modalidade de futebol).

Para a semana inicia-se a Mini-Liga. A nossa estreia nesta competição será com os vice-campeões da época passada: os AS4H.

De resto, estamos a angariar dinheiro para comprar uma série de bolas, de modo a diversificar o nosso treino.

A partir do próximo treino vamos passar também a contar com um preparador físico: o Eduardo. Um amigo nosso desde os 3 anos e que neste momento está a tirar Educação Física no ISMAI e é o preparador físico dos juvenis do Boavista (futebol de 11).

E já falta pouco para a estreia do Gaia United na Mini-Liga! Vamos participar nesta edição da prova (2006/2007) e, esperemos nós, nas seguintes edições!

Jogamos esta 2ª feira, dia 9 de Outubro, no terreno dos AS4H, em Leça da Palmeira, pelas 23h.

É mais uma etapa, mais um passo em direcção ao sucesso deste projecto erguido por 14 amigos: o projecto Gaia United Futsal Club!

Um abraço a todos!


Rodrigo de Almada Martins

domingo, outubro 01, 2006

Amigável: Gaia United 13 - 2 Cutuduchu United

Nós tínhamos uma hora no Sábado de manhã no Liceu de Gaia e convidamos várias equipas para irem lá jogar. Depois de várias negas, os Cutuduchu aceitaram. E ainda bem!

Foi um jogo de apadrinhamento de mais uma equipa do FFA (de Valongo).

O resultado mostra-se tão dilatado, não pelo facto dos elementos desta nova equipa serem maus tecnicamente (porque não o são), mas sim porque estávamos muito melhor preparados táctica e fisicamente.

Foi bom para nós termos apadrinhado pela 1ª vez uma equipa no FFA (apesar de termos sido padrinhos do Arsenal Oliveirense, mas aí também era o nosso primeiro jogo).

Os Cutuduchu têm bons elementos a nível técnico, com boa finta, bom passe e bom toque de bola. Falta-lhes, como é óbvio, algum treino e melhor preparação.

Um abraço para os Cutuduchu, em especial ao Renato, malta muito fixe e bem disposta! Venham mais jogos para esta equipa no FFA! Obrigado por nos terem visitado! Já está prometida uma 2ª mão em Valongo.

Marcadores dos golos:
Rodrigo António
João Vítor
Paulo
Ruca (4x)
Rodrigo (3x)
Nelo (3x)

sexta-feira, setembro 15, 2006

Gaia United FC na Mini-Liga 2006/2007

É verdade! Aquilo que desejávamos aconteceu! Fomos convidados para integrar a Mini-Liga deste ano, ainda que de modo experimental (isto é, o comportamento da nossa equipa será avaliado no final desta época e caso a análise seja positiva, passaremos a integrar a Mini-Liga de forma plena).

Haverá dois estreantes este ano na Mini-Liga: os CabaSada (velhos conhecidos destas nossas andanças no FFA e que inclusivamente participaram na Liga Longa Vida connosco, tendo ficado em 4º lugar; nº18 do Ranking FFA) e nós (actuais 29º no Ranking FFA e 3º classificados na Liga Longa Vida).

As equipas que já pertencem aos "quadros" da Mini-Liga são as seguintes:

Portus87 (uma das equipas mais antigas do FFA, senão mesmo a mais antiga, actual dententora do título de campeão da Mini-Liga e nº2 do Ranking FFA);

AS4H (actual nº1 do Ranking FFA e vice-campeões da Mini-Liga);

Juventude Unida (actual nº14 do Ranking FFA e uma equipa com uma longa história no FFA);

Amigos FC (actual nº6 do Ranking FFA, já vencedores da Mini-Liga e com uma história antiga no FFA);

Enóis 05 (actuais nº17 do Ranking FFA);

Reforços D'Inverno (nº21 do Ranking FFA e actuais organizadores da Mini-Liga, através do Hélder);

Inter Desportivo (nº22 do Ranking FFA);

JO4 (actuais nº28 do Ranking FFA).


Serão estas 10 equipas que disputarão o campeonato e taça da Mini-Liga em futsal amador.

A nossa equipa está muito feliz por poder participar numa competição com a organização e o prestígio da Mini-Liga.
Um abraço a todos e um MUITO OBRIGADO pelo convite!

A reunião da Mini-Liga já decorreu e calhou-nos em sorte um AS4H - Gaia United na ronda inaugural! Esperemos que seja um grande jogo!

A partir de agora, não se esqueçam de visitar:




http://www.mini-liga.tk/




Rodrigo de Almada Martins

domingo, setembro 10, 2006

Amigável: Porto Nobre 5 - 1 Gaia United FC

E foi assim que disputamos o primeiro jogo desta época.

Foi um jogo com duas partes distintas: na 1ª parte ainda demos uma boa imagem daquilo que somos capazes (mesmo sem levarmos um GR e apenas com 5 jogadores, sendo um deles extra-equipa); na 2ª parte, ficamos "sem pernas" e os Porto Nobre também acertaram com as combinações e fizeram bons golos, não dando qualquer hipótese à nossa defensiva.

Foi um óptimo jogo, com 2 ou 3 faltas, rápido, com lances perigosos de lado a lado, mas realmente na 2ª parte os Porto Nobre superiorizaram-se e mereceram a vitória.

Marcador do golo:

- Rodrigo.


Um abraço aos Porto Nobre e boa sorte na Liga Elite!


Rodrigo de Almada Martins

sábado, agosto 19, 2006

Estatísticas Época 2005/2006

Estatísticas Gaia United FC (Época 2005/2006)

Melhores marcadores

Rodrigo - 19 golos (16 em jogos amigáveis; 3 em jogos oficiais);
Rui - 13 golos (5 em jogos amigáveis; 8 em jogos oficiais);
Ruca - 13 golos (5 em jogos amigáveis; 8 em jogos oficiais);
Rodrigo António - 11 golos (11 em jogos oficiais);
Nelo - 8 golos (5 em jogos amigáveis; 3 em jogos oficiais);
João Vítor - 3 golos (2 em jogos amigáveis; 1 em jogos oficiais);
Pedro Henrique - 2 golos (1 em jogos amigáveis; 1 em jogos oficiais);
Nuno Tiago - 1 golo (1 em jogos amigáveis);
Miguel - 1 golo (1 em jogos amigáveis);
Guto (Rasta) - 2 golos (2 em jogos amigáveis) - jogador convidado;
André - 2 golos (2 em jogos amigáveis) - jogador convidado.

Melhor marcador total: Rodrigo (19 golos)
Melhor marcador em jogos amigáveis: Rodrigo (16 golos)
Melhor marcador em jogos oficiais: Rodrigo António (11 golos)

Jogador com mais presenças: Rodrigo António - 28 jogos disputados (10 jogos amigáveis; 18 jogos oficiais) em 29 jogos possíveis

Total de jogos disputados: 29 jogos (11 jogos amigáveis; 18 jogos oficiais)
Total de golos marcados: 66 golos (40 em jogos amigáveis; 26 em jogos oficiais)
Total de golos sofridos: 106 (62 em jogos amigáveis; 44 em jogos oficiais)
Goal-average em jogos amigáveis: -22 golos
Goal-average em jogos oficiais: -18 golos
Média de golos marcados (total): 2,3 p/ jogo
Média de golos marcados em jogos amigáveis: 3,6 p/ jogo
Média de golos marcados em jogos oficiais: 1,4 p/ jogo
Média de golos sofridos (total): 3,6 p/ jogo
Média de golos sofridos em jogos amigáveis: 5,6 p/ jogo
Média de golos sofridos em jogos oficiais: 2,4 p/ jogo.



* Jogos oficiais: 9 jogos do Torneio Longa Vida; 3 jogos do Torneio de Carnaval dos CabaSada; 3 jogos de Qualificação para a Fase Final da Taça Intertoto FFA; 3 jogos da Fase Final da Taça Intertoto FFA.


Nesta primeira época do Gaia United FC, as estatísticas não são as mais famosas, mas tudo vamos fazer para que na próxima época as coisas sejam diferentes, devido à alguma experiência acumulada neste meio ano de competição! Época Nova, Vida Nova!


Rodrigo de Almada Martins

quinta-feira, agosto 17, 2006

Término da Época 2005/2006. Época 2006/2007: Gaia United Futsal Club na Mini-Liga.

Terminou a Época 2005/2006.

Época essa em que o Gaia United disputou alguns amigáveis, participou no Torneio de Carnaval dos CabaSada, participou na Taça Intertoto Gold e disputou a Liga Longa Vida, juntamente com os CabaSada, Arsenal Oliveirense, Esbungas, Os Tigres e JUventude Pôr-do-Sol (desistiram).

Na próxima época (2006/2007), o Gaia United foi convidado (e aceitou, como é óbvio) para afzer parte integrante das provas organizadas pela Mini-Liga, a título experimental, ou seja, a nossa equipa, no final desta época, verá o seu comportamento e atitude serem avaliados pelos organizadores das provas (Liga e Taça da Mini-Liga).

Um muito obrigado pelo convite feito para entrarmos na Mini-Liga, um campeonato de futsal amador muitíssimo bem organizado!

O Gaia United vive, de facto, um momento feliz, pois entrarmos no próximo mês de Setembro na Mini-Liga depois de em Janeiro estarmos ainda a dar os primeiros passos é motivo de orgulho para todos os nosso jogadores, pois é sinal de que o nosso projecto está a ir para a frente!

Um grande abraço a todos!


Rodrigo de Almada Martins

Longa Vida: Gaia United FC 0 - 3 Os Esbungas

Visitado:Gaia United F.C.
Visitante: Esbungas
Arbitragem: Os Tigres (J.Guedes e Cristiano Filho)
Data: 30/07/06
Hora: 18:30
Local: Pavilhão Colegio de Gaia

VISITADO: Gaia United F.C.
04-Pedro
08-Nuno
15-Nuno Tiago
21-Rodrigo JR
22-Miguel

VISITANTE:Esbungas
01-Frederico Moura
04-Pedro Alves
10-Joaquim Oliveira (1-Golo) Vermelho
17-João Luis (2-Golo)
19-Bruno Nogueira
99-Nuno Meira

Melhor em campo:
Nome: Rodrigo JR
Número: 21
Equipa: Gaia United F.C.
Pontuação: 10 pontos

Resultado Final: Gaia United F.C 0 Vs Esbungas 3

NOTA: O jogadores Joaquim foi advertido pelo juiz do jogo e não respeitou a decisão 2 vez e por isso foi advertido com o cartão vermelho.

(José Guedes - Árbitro) - Ficha de Jogo


O último encontro da Liga Longa Vida, que acabou por ser ganha, justamente, pelos Esbungas, visto que foram a equipa que melhor futsal apresentaram ao longo do torneio. Os parabéns, em meu nome e em nome do Gaia United aos Esbungas,m brilhantes vencedores do Torneio Longa Vida.

Neste último jogo, apenas pudemos apresentar 5 jogadores (nenhum deles GR), visto já estar tudo de férias, sendo que tentamos dignificar a nossa camisola e o jogo da final! Mesmo assim, atendendo às dificuldades, vendemos cara a derrota!


Rodrigo de Almada Martins

Longa Vida: Gaia United FC 3 - 5 Arsenal Oliveirense

Boas pois é ainda não foi desta que o GUFC conseguiu ganhar um jogo em casa, começa a parecer feitiço...mas será no último jogo do campeonato que iremos quebrar o enguiço!

O jogo foi bastante disputado na 1ªa parte e a nossa equipa ressentiu se da ausência de alguns jogadores importantes, nomeadamente na defesa, que foi de facto o handicapp da nossa equipa.

Estivémos sempre em vantagem até ao teceiro golo, mas infelizmente não foi suficiente, e o Arsenal jogou de uma forma racional e fria para conseguir ganhar o jogo...A nossa equipa quando se viu a perder, e quando viu que o 4º e 5º golo foram antecedidos de faltas da equipa contrária, nada a dizer contra a equipa do Arsenal, apesar de alguns jogadores, a meu vêr, pela idade que têm deviam ter mais juízo e mais calma, ficou desorientada perdendo a cabeça em alguns lances!
No final do jogo constatei um balneário revoltado e os nossos jogadores mais calmos explodiram de fúria!

Quanto a arbitragem começo a ficar um pouco desgastado, porque sempre que fui apitar, e sempre que membros da minha equipa apitaram, nunca houve quezilias nem problemas, mas constato que talvez por sermos demasiado amigáveis, as pessoas abusem da nossa paciência...tudo tem o seu limite!

E peço desculpa ao jogador dos esbungas , mas não ha alguém da sua equipa que não seja disléxico??? Ele não tem culpa, mas nós também não temos que levar coma as suas indecisões, quando de certeza que há jogadores na sua equipa que não têm esse problema!

Contudo, apesar dos erros dos árbitros,o Arsenal acabou por justificar pela eficácia atacante, que causou a nossa total desorientação defensiva!

Outra ideia que aqui quero expor é o facto de as equipas, quase todas ou até todas contra quem jogámos, estarem continuamente a mudar de jogadores, estão sempre a entrar e sair jogadores que não conhecemos! A nossa equipa manteve sempre a mesma equipa( do inicio ao fim do torneio), permitindo ás equipas adversárias conhecer todos os nossos jogadores, e saber das qualidades e defeitos de cada um dos nossos jogadores...deste modo quem se lixa é o mexilhão!!!! As equipas devem se manter do início ao fim, e não pode servir de desculpa a ausência, de um ou outro jogador, porque eu já pude constatar que todas as equipas,INICIALMENTE, têm jogadores em nº suficiente para fazer 2 equipas!Acho que é uma nota a tomar para futuros torneios!

É uma crítica construtiva e espero que ninguém leve a mal...e é verdade que não se encontra nos regulamentos, mas pensei que já se partia deste pressuposto!


Rodrigo António Gomes Martins

Gaia United FC 4 - 6 AS4H

Foi um bonito jogo de futsal, notando-se que as equipas já estão a descomprimir devido a estarmos no término da época. O ritmo foi calmo, contudo assistiu-se a belas jogadas e houve sempre emoção.

Os AS4H entraram bem no jogo, mas o Gaia United conseguiu através de lançamentos perigosos para a frente de ataque manter os AS4H atentos à sua defensiva.

O encontro até durou mais que uma hora, pois a equipa que jogaria a seguir não apareceu. Por isso, jogamos desde as 21:50 até às 23:20.

Parecia que eu, em tudo o que tocava, magoava. Primeiro, ao marcar um golo, acertei também num pé de um jogador dos AS4H, depois numa dipsuta de bola, foi canela contra canela noutro jogador; depois num lance de ataque ia fazendo com que o Tiago deixasse de poder ter filhos.

Falando a sério, o jogo foi óptimo, 4 ou 5 faltas e muitas e boas jogadas.

Um abraço a todos!

Marcadores dos golos do Gaia United FC:
- Rodrigo (2x);
- Miguel;
- Ruca.


Rodrigo de Almada Martins

Amigável: Amigos FC 5 - 3 Gaia United FC

Foi um bonito jogo de futsal, bastante vivo, apesar do calor que se fez sentir. A verdade é que chegamos ao final do jogo com as camisolas completamente coladas às costas!

Os Amigos FC têm uma equipa bastante rápida na troca de bola, com tabelas e combinações que saem rápidas e perfeitas. E com isso, sem grande dificuldade conseguem chegar à àrea adversária.

Nós temos que melhorar o nosso primeiro passe, pois cometemos demasiados erros no lançamento da bola para a 2ª metade do terreno. Erros esses que foram aproveitados pelos Amigos.

Mesmo assim, conseguimos jogar bastante tempo na metade do campo do adversário, onde o Nelo, Sérgio e eu estabelecemos boas combinações. Atrás, Miguel, Nuno Tiago, Bezerra e Nuno iam defendendo de forma eficaz. Conseguimos estar empatados 3-3, mas depois os Amigos foram mais fortes na recta final e chegaram com naturalidade ao 5-3.

Foi um excelente jogo de futsal, onde me lembro de serem marcadas apenas 3 faltas!

Um grande abraço à malta dos Amigos!

Marcadores dos golos:
- Rodrigo (2x);
- Nelo.


Rodrigo de Almada Martins

quinta-feira, julho 13, 2006

Longa Vida: Gaia United FC 1 - 3 CabaSada

Gaia United perdeu bem, surpreendidos por uns CabaSada que vão dar muito que falar, visto que é para mim a equipa do FFA que conheço que maior evolução teve.

Parabéns aos CabaSada pela vitória justíssima. Nós estamos algo em baixo, talvez em virtude da derrota em nossa casa com Os Tigres, que praticamente nos arredou do título nessa altura. Os CabaSada fizeram um jogo à italiana e tiveram os frutos. O Gaia United atacou muito, mas andamos a pecar na finalização.

São fases! Pena é que tivesse aparecido na altura decisiva da Liga.

Mas as coisas vão para a frente, espero eu!

Marcador do golo:
- Rodrigo JR

Um grande abraço para todos, em especial ao Esguelha e ao Alcino.

P.S. - Já sie porque é que os CabaSada estão melhores! O Esguelha está lesionado!! :p

sexta-feira, junho 23, 2006

Longa Vida: Gaia United FC 1 - 2 Os Tigres

Foi um grande jogo de futsal aquele a que se assistiu no Colégio de Gaia. Era um jogo de enormíssima importância para as duas equipas, que discutem o 1º lugar juntamente com os Esbungas.

O jogo começou melhor para o Gaia United, que dava ideia que, quando chegava ao último terço do terreno, era mais perigoso que Os Tigres. Os Tigres conseguiam criar perigo através de remates de longe (também muito perigosos). A nossa estratégia passava pela reposição rápida da bola em jogo e em 4, 5 toques chegar à baliza adversária.

Vivia-se um encontro muito disputado, jogado nos limites, com faltas duras para ambos os lados, algumas trocas de palavras, mas nada de especial.

Contudo, num canto (a nossa pecha neste Torneio Longa Vida), sofremos um golo. A bola é enviada para a nossa área, ninguém alivia e um jogador dos Tigres faz facilmente o 0-1.

O Gaia United teve de partir para cima, procurar o empate. E, após uns minutos iniciais da 2ª parte em que entramos algo nervosos, conseguimos impôr o nosso jogo. O Ruca era o condutor do ataque, com slalons constantes. Estávamos mais perigosos e o Ruca acabou por fazer um grande golo, num remate seco, alto e colocado.

Depois foi a lotaria! Nós continuamos em cima dos Tigres durante mais 3 ou 4 minutos e, num dos ataques, o Ruca enviou uma bola ao poste. Poderia ter sido o 2-1 a nosso favor, mas não foi. E no futebol, quem não marca, sofre.

Logo a seguir, há um livre perigoso para Os Tigres. A bola passa inacreditavelmente no meio dos 2 defesas que estavam a formar a barreira. E esse foi o golo da vitória dos Tigres.

Foi um grande jogo de futsal, em que ambas as equipas quiseram vencer.

Parabéns aos Tigres, que estão bem lançados rumo ao título da Longa Vida.

Um abraço também aos árbitros. O Arsenal Oliveirense fez o favor de torcar de arbitragem com os Esbungas, dada a impossibilidade desta equipa ir arbitrar. Quanto a mim foi uma boa arbitragem do Alcino e do outro jogador do Arsenal (agora não me recordo o nome). O jogo terminou com um vermelho ao Ruca, por ter protestado com o Alcino. Mas a arbitragem não teve influência nenhuma no resultado. Erros todos cometemos! E o Alcino e o outro jogador do Arsenal estavam do pior lado (o lado da arbitragem).


Um grande abraço a todos!



Rodrigo de Almada Martins

segunda-feira, junho 12, 2006

Desenvolvendo o futsal amador: LINK

www.futsalterceira.com


Visitem este fórum. Na Ilha Terceira também há um fórum de futsal amador. É bem provável que se desenvolva uma parceria entre o FFA (Fórum Futsal Amador - www.futsalamador.net) e o Futsal Terceira (www.futsalterceira.com).

É assim que se faz crescer o futsal amador em Portugal!


Abraços para os nossos amigos da Terceira!



Rodrigo de Almada Martins