quarta-feira, dezembro 31, 2008

12º Amigável: RD Congo 11 x 5 Gaia United

Jogo bem disputado e renhido entre estas duas equipas há bocadinho. O jogo durou acabou já perto da 1h da manhã!

O RD Congo venceu e bem, sinceramente não sei por quantos, mas aposto nuns 11x5 ou 12x5. Sinceramente não tenho a certeza. O pessoal do banco do Congo deve ter anotado isso e por isso peço-lhes que metam aqui o resultado.

Foi um jogo que para nós valeu pelos primeiros 40 minutos. Começamos muito bem, a pressionar alto, a jogar fortes na frente e a trocar bem a bola, o Congo praticamente não atacava e ia sacudindo a pressão nos primeiros 20m, onde se destacava o Luís na baliza fazendo uma óptima exibição (ó Hélder que se cuide!). E como quem não marca (boas defesas e bolas nos ferros), o Congo aproveitou e fez o 1-0.

Nós empatamos e tivemos depois o nosso melhor período, mas o 2x1 e o 3x1 para o Congo fez com que ficássemos um pouco abatidos, pois foram manifestamente contra a corrente do jogo... falhamos muitos golos, muitos remates para os postes, grandes defesas e outros para fora.

A partir daí só deu Congo que, aproveitando-se do nosso enfraquecimento físico e psicológico aproveitaram o espaço nas nossas costas para fazer os golos. E, em 2h de jogo praticamente, dá para fazer muitos golos. E foi isso que aconteceu.

Parabéns ao Congo pela excelente organização defensiva demonstrada e pelas boas saídas para o ataque depois da meia hora de jogo, explorando o contra-ataque e o espaço nas nossas costas para fazerem em jogadas praticamente sozinhos em frente ao nosso guarda-redes Sérgio os golos, com o Fraga e o Xodas em grande evidência, claro está.

Para nós foi o último jogo de 2008. Serviu para ganharmos ritmo e prepararmos o ano de 2009, que vai ser repleto de jogos, quer na Mini-Liga Gold, quer na Liga Intercalar de Gaia. E serviu para vermos um Miguel em grande acção, a mostrar que é mais um homem com quem se tem que contar para atacar os grandes jogos.

Um abraço ao pessoal do Congo e obrigado pela correcção durante todo o jogo. Jogar assim vale a pena e o dinheiro que gastamos é bem gasto. Obrigado.

FELIZ ANO NOVO !

Jogaram pelo Gaia United : Sérgio Pereira; Diguinho; A. Araújo; Miguel; Nuno Tiago; Rodrigo; Rui Ferreira; Bezerra.
Marcaram pelo Gaia United : Rodrigo (2x); Miguel (2x); Diguinho.


Rodrigo de Almada Martins

segunda-feira, dezembro 22, 2008

Feliz Natal e um Óptimo Ano Novo


O Gaia United deseja boas festas a todos os seus associados e simpatizantes.


sábado, dezembro 20, 2008

Mini-Liga 10ª Jornada: Gaiathynaikos 6 x 3 Gaia United

Antes de tudo, deixem-me "parabenizar" a equipa do Gaiathynaikos pela vitória de ontem.
Vitória totalmente justa e merecida, num jogo jogado com um bom ritmo e onde os gregos foram nitidamente mais fortes.

A nossa equipa nunca conseguiu impôr o seu jogo nem os seus ataques rápidos, muito fruto da excelente muralha defensiva montada pelos gregos de Gaia, sempre muito bem fechados em redor do Carlos. E depois tivemos o azar de na 1ª parte todos os remates do Gaiathynaikos saírem uns autênticos balázios directos à baliza, chutassem eles de onde chutassem. Claro que também não estivemos bem na defensiva, visto que 3 golos deles na 1ª parte surgem de bolas paradas. Um deles, imagine-se, até foi de cabeça, num lance onde a defesa fica parada a ver o canto... e o Gaiathynaikos marca de cabeça, o que na nossa equipa é muito raro acontecer.

E na 2ª parte nós carregamos no acelerador, mas a verdade é que nunca fomso acutilantes nem nunca sufocamos. Dominamos, é um facto, tivemos muitas oportunidades, é um facto... mas nunca encostamos o Gaiathynaikos. E quando estava 4x3... e tudo dava a ideia de irmos empatar, o Gaiathynaikos, num dos contra-ataques bem gizados que efectuou na 2ª parte, fez o 5x3 e aí morremos para o jogo.

Destaco também a exibição do Carlos, que protagnizou um excelente duelo com o Ruca. Normalmente é o Ruca a vencer este duelo (costuma marcar muitos ao Gaiathynaikos, hoje apenas um)... mas ontem o Carlos foi uma autêntica aranha... foi buscar bolas impossíveis, tinha reflexos incríveis... e muita da confiança e segurança com que os gregos jogaram se deve ao facto de terem atrás um guardião que estava a realizar uma exibição notável. Tivesse ele deixado entrar 1/3 dos remates do Ruca e talvez o resultado fosse outro...!

Quanto à nossa equipa, as férias de Natal vão fazer bem. Acabamos este ano de 2008 com muitas lesões, como foi possível de verificar durante o jogo: Ruca a contas com vários problemas musculares (o que não o impediu de ter sido o nosso melhro homem em campo, mesmo debilitado fisicamente - ontem agravou mesmo a lesão), Né com um entorse de 2º grau ontem também agravou a lesão, Diguinho teve de ficar de fora com problemas num joelho e eu. que ontem apenas joguei 5m a contar com uma recaída do entorse do início de época. Ainda bem que chegou aí a pausa de Natal e podemos ir à Argentina visitar as famílias e debelar as lesões!

Claro que isto não é desculpa para a excelente vitória dos gregos, que jogaram muito bem, sempre em contra-ataque e a fecharem-se muito coesos cá atrás. Parece estranho que tenhamos dado 7x2 aos J04 e que agora percamos com uma equipa que perdeu 4x2 com esses mesmos J04... mas o futebol é assim mesmo. E o Gaiathynaikos ontem foi muito melhor que nós.

E se há equipa contra quem "não me custa tanto perder" é contra o Gaiathynaikos. Porque são uma equipa como nós: uma equipa de amigos, sem pretensões de serem mais do que aquilo que são. Estão ali para jogar a bola, sem manias e sem vedetismos... e é isso que eu aprecio numa equipa. Boa sorte para o resto dos jogos e PARABÉNS!

E um obrigado também à equipa de arbitragem (Hélder e Zé Manel do Portus), que pouco se notou no jogo de ontem.

Jogaram pelo Gaia United: Sérgio Pereira; Miguel; Nuno Tiago; Rodrigo; A. Araújo; JP; Rui Ferreira; Ruca; Vítor Santos.
Marcaram pelo Gaia United: Vítor Santos (2x); Ruca.

-------------------------------------------------------------------------------------------------


Posto isto, segue-se agora a melhor parte: o jantar de Natal do Gaia United , que decorreu no Sr. dos Petiscos a partir das 22h45... com muitos petiscos, bacalhau com natas e arroz de pato. Bem como a respectiva cerveja e sangria, claro!
E o jantar de Natal de ontem (onde apenas faltou o Dany, por fazer 3 anos com a namorada - está desculpado!) acabou por ser a nossa vitória! E digo isto porque, sinceramente, nunca vi o Gaia United assim. Nunca vi o balneário com um ambiente como este. Estamos mais unidos e amigos que nunca, sem sombra de dúvidas! E para isso muito contribuiu a entrada na equipa dos novos elementos: Dany, Vitinha (Vítor Santos) e JP, pessoas fantásticas que rapidamente se integraram na equipa e a quem eu já posso chamar de Amigos.
E um grande clube também se vê nesse aspecto: no modo como sabe integrar os novos elementos.
O Gaia United está bem vivo e recomenda-se. Contem connosco para muitos mais anos aqui no FFA. Com este grupo vamos longe !!! Porque acima de tudo, e antes de sermos companheiros de equipa no campo, somos amigos!

Um abraço a todos!


Rodrigo de Almada Martins

sexta-feira, dezembro 19, 2008

11º Amigável: Gaia United 9 x 2 Real Académico

Ontem recebemos em nossa casa o Real Académico e vencemos por 9-2.

Não estive presente no encontro, mas pelo que me disseram foi um excelente jogo. O Real Académico tem bons jogadores, elogiaram principalmente a técnica do Liedsonkid, mas é verdade que vencemos por números algo folgados, fruto do nosso maior sentido colectivo e hábito de jogar naquele pavilhão.

Foi um jogo em que jogamos com poucos jogadores, mas mesmo assim os seis disponíveis deram muito bem conta do recado, mostrando que nesta equipa não há titulares de maneira nenhuma.

Destaque para os dois hat-tricks de Rui Ferreira e de Miguel, ambos a subir de forma dia-a-dia.

Um abraço ao pessoal do Real Académico, em especial ao Liedsonkid por nos terem visitado para se jogar uma horinha de futsal.

Jogaram pelo Gaia United: Sérgio Pereira; Diguinho; Nuno Tiago; Miguel; Rui Ferreira; Gonçalo.
Marcaram pelo Gaia United: Miguel (3x); Rui Ferreira (3x); Gonçalo (2x); Diguinho.


Rodrigo de Almada Martins

Mini-Liga 9ª Jornada: Reforços D'Inverno 2 x 7 Gaia United

Jogo bem disputado há bocado em S. Mamede.

O Gaia United entrou no jogo sem aquecer (um atraso devido ao Bezerra, que não pôde vir jogar por problemas com o fecho do seu carro ditou que entrássemos no piso de S.Mamede já bem depois da meia-noite - vitória para ti, Bezerra! ) e disso se ressentiu, pois os Reforços entraram com uma postura super-defensiva, quase a defender na pequena área e a dificultar os nossos remates e as nossas perfurações na área.

Acontece que, num lance já descrito no post anterior, os Reforços surgem isolados perante o João Vítor e atiram para o golo. Num lance em que já falei com o Vítor, pelo que não vou bater outra vez na mesma tecla, até porque tenho a certeza que o Vítor foi lá dar o seu melhor.

Continuamos a cair em cima dos Reforços, que na 1ª parte fizeram apenas 2 ou 3 remates à baliza. Nós sempre em cima, mas o GR dos Reforços é um grande jogador, evitando inúmeras bolas de golo certo. Mas a verdade é que os Reforços são fortes a fecharem a sua baliza e isso dificultou-nos a vida.

Na 2ª parte acalmamos a equipa e começamos a pressionar em cima e a tabelar como gostamos de fazer, o que ditou um score final de ou 2x7 a nosso favor.

Os Reforços mostraram que em termos individuais não nos são nada inferiores, mas que em termos colectivos pareceram sempre uma equipa apenas vocacionada para defender, excepto 2 ou 3 contra-ataques realizados na 2ª metade do desafio. E quem entra num jogo com uma mentalidade defensiva... arrisca-se a sofrer golos mais cedo ou mais tarde. E foi isso mesmo que aconteceu, com uma 2ª parte de grande nível, que permitiu marcar 7 golos, através de muito esforço e de um bom jogo colectivo, o que fez acabar com a super-resistência do GR dos Reforços, que estava a fazer uma exibição do outro mundo (dei-lhe os parabéns por isso no decorrer do jogo).

No final, resultado justo para aquilo que se passou em campo. Os Reforços defenderam bem, mas à excepção do Pedro (que é um grande jogador) e do Marquinhos (julgo que era ele), ficou-me sempre a ideia de que só quiseram defender, o que acabou por lhes complicar a vida no final do jogo.

Um abraço ao pessoal dos Reforços e à equipa de arbitragem o obrigado por terem feito o favor de ir apitar.

Jogaram pelo Gaia United: João Vítor; Diguinho; Dany; Nuno Tiago; JP; Ruca; Rodrigo; e Nuno.
Marcaram pelo Gaia United: Ruca (2x); Dany (2x); JP; Diguinho; Rodrigo.


Rodrigo de Almada Martins

sábado, dezembro 13, 2008

Gaia United integra fundação da Liga Intercalar de Gaia

LIGA INTERCALAR DE GAIA

Olá a todos!

Venho por este meio anunciar a criação de mais uma liga, desta feita somente com equipas de Vila Nova de Gaia.

O Nascimento

Estava eu num destes dias a pensar em organizar um triangular ou quadrangular, até que me veio à cabeça a ideia de criar um campeonato muito informal e com poucas equipas, onde todas se conhecessem e pudessem divertir-se a jogar a bola. Seria uma forma de se "poupar" tempo na marcação dos amigáveis e uma maneira de se disputarem mais jogos sem necessidade de se procurar equipas para jogar.

Por caso nesse preciso momento estava a falar com o Carlos e o Leandro do Gaiathynaikos via MSN, pelo que lhes apresentei um esboço rápido do que tinha em mente. O nome da RD Congo veio logo à baila e, pouco depois, o Machado (RD Congo) sugeria o nome do Inter Coimbrões para também integrar este campeonato, não obstante sabermos da quase impossibilidade do Inter poder participar em virtude dos problemas de plantel que têm apresentado e do facto de estarem a disputar duas ligas (Mini-Liga e Liga Fair-Play).

Quando explicamos o projecto ao Gouveia, fomos informados do facto do Inter estar a debater o abandono da Liga Fair-Play, em virtude do plantel ser demasiado curto neste momento para aguentar dois campeonatos tão longos. O Gouveia pediu um tempo para pensarem e, passado uns dias, o Inter Coimbrões aceitou o nosso convite para integrar o lote das equipas fundadoras da Liga Intercalar de Gaia.

O Projecto e Organização

Temos assim quatro equipas de Vila Nova de Gaia, todas elas fundadas no ano de 2006, todas pertencentes aos quadros da Mini-Liga. São equipas com vários pontos em comum, com muita gente a conhecer-se desde o tempo em que jogavam futebol de onze e mesmo das várias escolas de Gaia, pelo que este projecto tem tudo para dar certo. Penso que estão criadas as condições para isso!

Optamos por organizar uma liga com poucas equipas, dado que este é um projecto no qual acreditamos e que queremos que corra muitíssimo bem. Por isso pensamos ser importante um grande conhecimento entre todas as equipas, de modo a que o projecto se desenvolva de forma estável e com boa onda.

Assim sendo, seguem aqui algumas considerações gerais sobre a liga, sendo que depois iremos debater outras questões mais específicas:
- equipas fundadoras/organizadoras: Gaia United , Gaiathynaikos, RD Congo, Inter Coimbrões;
- equipas participantes: Gaia United , Gaiathynaikos, RD Congo, Inter Coimbrões.
- campeonato a ser disputado entre Janeiro e Julho de 2009;
- campeonato disputado a 2 voltas;
- inexistência de equipas de arbitragem, sendo esta uma prova do carácter informal e amigável da liga (quer-se que os jogos tenham o estilo e espírito de um amigável);
- não irá haver obrigatoriedade dos jogos serem jogados em "casa" ou "fora";
- o campeonato terá a designação de "intercalar", já que será disputado nos intervalos/pausas da Mini-Liga (campeonato a que também pertencem estes quatro clubes) , que é e continuará a ser a prioridade destas equipas.

Espero que este projecto corra às mil maravilhas. Temos pessoas capazes e com vontade de se divertirem e jogar futsal. Dentro de pouco tempo colocaremos mais novidades.

Um abraço a todos aqueles que fizeram nascer este projecto! Agora surge o mais díficil: passar das palavras à prática! Mas é para isso que aqui estamos!


Rodrigo de Almada Martins

quarta-feira, dezembro 10, 2008

terça-feira, dezembro 09, 2008

Mini-Liga 8ª Jornada: Gaia United 7 x 2 J04

O Gaia United venceu há bocadinho os J04, em casa, por 7x2.

Foi um jogo bem conseguido da nossa parte. Uma 1ª parte em que demos o litro, corremos que nso fartamos lá na frente, com boas movimentações, boas trocas de bola e muita pressão, o que permitiu "sufocar" os "jotas" e obrigá-los a cometer erros (maus passes, faltas, bolas para fora, etc). Na 2ª parte, como já se disse, jogamos q.b., embora nunca tivéssemos desistido de atacar, sendo que até dispusemos de boas oportunidades para elevar o marcador.

Os J04 continuam com a mesma equipa base, tudo pessoal conhecido, à excepção de um reforço que não conhecia. E, quanto a mim, continuam com boas individualidades (mais precisamente o Telmo e o Daniel), mas teimam em falhar no colectivo. E as individualidades, quando o colectivo falha, como é óbvio, não aparecem. Os "jotas" são uma equipa combativa, que vai à luta, que vai ao choque... mas falta-lhes sempre aquele discernimento necessário para saber "jogar feio" e despachar bolas para a frente. Quando acertarem esses defeitos, podem melhorar as suas estatísticas. Enquanto não corrigirem isso não adianta apontar culpas a A, B ou C, porque o futsal é um jogo colectivo e quando se perde, perdemos todos.

Tenho obviamente que destacar 3 pontos:
- a magnífica exibição do Vítor Santos, com 2 golos de belo efeito e com duas assistências para golo. Aquele famoso pé esquerdo começa a brilhar! Parabéns Vitinha!;
- a grande exibição do Ruca, a jogar e, essencialmente, a fazer jogar, assitindo os companheiros com passes primorosos, rasgando por completo a defesa dos J04. Num desses passes, ofereceu de bandeja o golo ao Nuno, que não enjeitou e, em esforço, atirou para o fundo das redes, continuando na sua veia goleadora. De resto, foi um jogador sempre em acção, sofrendo nas pernas a "atenção" que os "jotas" lhe dedicaram, com uma ou outra entrada mais durinha;
- a enorme raça, atitude e classe do meu primo Miguel, que se está a tornar num fixo de encher o olho. E aquele golo de pé esquerdo (o seu pé menos bom, digamos assim...) não é para todos... aí está o pé canhão dos irmãos Gomes Martins a funcionar!

A lamentar apenas temos a lesão do A. Araújo (Né) logo nos minutos iniciais, num lance dividido, sem quaisquer culpas para o seu adversário directo. Isto fez com que o Miguel fosse "lançado às feras" e que eu também tivesse que actuar como fixo, fazendo dupla com o JP, outro jogador que ontem esteve em evidência com grandes incursões pelo flanco esquerdo. De lamentar também o facto do Rui Ferreira não ter podido jogar por... não ter sapatilhas para o seu número!

Quanto à arbitragem do Gaiathynaikos, foi para mim simplesmente a melhor deste ano na Mini-Liga. Árbitros atentos, a correr, sempre perto dos lances, com decisões rápidas e claras. Um muito obrigado a eles por nos terem feito este favor.

Um abraço aos J04, pessoal muito porreiro.

Jogaram pelo Gaia United : Sérgio Pereira; Miguel; A. Araújo; JP; Ruca; Rodrigo; Nuno; e Vítor Santos.
Marcaram pelo Gaia United: Vítor Santos (2x); Ruca (2x); Nuno; Miguel; Rodrigo.


Rodrigo de Almada Martins

sexta-feira, dezembro 05, 2008

Palmarés





4º Lugar 1º Torneio de Carnaval CabaSada 2006 (Escola Secundária Abel Salazar - S. Mamede);









6º Lugar Taça Intertoto Gold FFA 2006 (Pavilhão de Parceiros - Leiria);





3º Lugar Liga Longa Vida 2006 (Equipas participantes: Os Esbungas (1º) Os Tigres (2º) Cabasada (4º) Arsenal Oliveirense (5º) Juventude Pôr-do-Sol (desistiram);

3º Lugar JuveCup Relâmpago 2006 (Pavilhão da Choaemato - Leça da Palmeira);





1º Lugar Gaiathynaikos Relâmpago 2006 (Escola Secundária Almeida Garrett - Vila Nova de Gaia);








1º Lugar Fase de Apuramento Taça Nacional FFA 2007 - Grupo 2 (organização Balio FC);







3º Lugar Taça Nacional FFA 2007 (a par com os Stamina) - corresponde ao 2º Lugar da Taça dos Campeões FFA (Pavilhão de Parceiros - Leiria);






1º Lugar Mini-Liga 2006/2007 (Equipas participantes: AS4H (2º) Portus87 (3º) Amigos FC (4º) Cabasada (5º) J04 (6º) Inter Desportivo (7º) Reforços D'Inverno (8º) Énois 05 (9º) Juventude Unida (10º)

2º Lugar Taça Mini-Liga 2006/2007

4º Lugar Mini-Liga 2007/2008

quinta-feira, dezembro 04, 2008

terça-feira, dezembro 02, 2008

10º Amigável: Gaia United 9 x 1 Black & White

Mais um excelente jogo entre duas equipas que apenas se preocupam em fazer destes amigáveis uma bela horinha de futsal. Mesmo com o imenso frio que se fazia sentir, o jogo teve sempre um ritmo alto, com poucas paragens (poucas faltas) e sempre com bastantes oportunidades nas duas balizas. Em suma, foi um excelente treino para as duas equipas, que não deram o seu tempo por mal empregue ao sair de casa neste feriado, jogando sempre o jogo pelo jogo, com óptimo espírito de ambas as formações.

O resultado algo desnivelado premeia a nossa boa troca de bola e as nossas trocas posicionais, bem como o nosso rápido contra-ataque que fazia com que, em poucos toques, marcássemos golo. Mas também há que referir que os B&W podiam ter feito mais golos, não fosse a grandiosa exibição do nosso guarda-redes Sérgio Pereira. E, além disso, não obstante os B&W disporem de excelentes jogadores (todos com muita tecnica, bom toque de bola, finta curta), ainda me pareceram algo "impacientes" na hora de chutar à baliza e na hora de defender, acusando alguma falta de organização.

Mas certamente que o mister Aurélio vai tratar de os organizar e de pôr estes rapazes a jogar a bola, pois têm jogadores com capacidade para isso.

Da nossa parte, foi um jogo muito bem conseguido, com bastante posse de bola, boas trocas posicionais, segurança no passe, agressividade a defender, pressão alta, tabelas a saírem bem e contra-ataques bem gizados. Tudo isto com bastante alegria no jogo e com um bom jogo colectivo, com o "toca e corre" a funcionar.

Resta-me agradecer aos B&W a visita que nos fizeram e, claro, vou cobrar a promessa do mister Aurélio de nos encontrarmos daqui a uns tempos para um novo amigável, desta feita com a sua equipa já treinada!

Um abraço a todos os B&W, em especial ao Paulo e ao mister Aurélio.

Jogaram pelo Gaia United : Sérgio Pereira; Miguel; Nuno Tiago; JP; Ruca; Nuno; Rodrigo; Rui Ferreira; Gonçalo.
Marcaram pelo Gaia United : Gonçalo (2x); Ruca (2x); Rui Ferreira (2x); JP; Miguel; Rodrigo .


Rodrigo de Almada Martins

segunda-feira, dezembro 01, 2008

17 - Gonçalo


Nome: Gonçalo Borges
Posição: Ala
Número: 17
Data de Nascimento: 29 de Agosto de 1990
Ocupação: Estudante de Economia (FEP)
No Gaia United desde: 2005/2006 (fundador)
-
Golos em 2005/2006: 0
Golos em 2006/2007: 14
Golos em 2007/2008: 1
-
Jogos em 2008/2009: 3
Golos em 2008/2009: 8

6 - Bezerra


Nome: Diogo Bezerra
Posição: Ala
Número: 6
Data de Nascimento: 4 de Maio de 1985
Ocupação: Engenheiro
No Gaia United desde: 2005/2006 (fundador)
-
Golos em 2005/2006: 0
Golos em 2006/2007: 2
Golos em 2007/2008: 0
-
Jogos em 2008/2009: 8
Golos em 2008/2009: 1

16 - Rui Ferreira


Nome: Rui Ferreira
Posição: Ala
Número: 16
Data de Nascimento: 18 de Julho de 1985
Ocupação: Estudante de Engenharia (FEUP)
No Gaia United desde: 2005/2006 (fundador)
-
Golos em 2005/2006: 13
Golos em 2006/2007: 1
Golos em 2007/2008: 3
-
Jogos em 2008/2009: 11
Golos em 2008/2009: 14

10 - Rodrigo


Nome: Rodrigo de Almada Martins
Posição: Ala
Número: 10
Data de Nascimento: 7 de Outubro de 1985
Ocupação: Advogado-Estagiário
No Gaia United desde: 2005/2006 (fundador)
-
Golos em 2005/2006: 19
Golos em 2006/2007: 26
Golos em 2007/2008: 6

Jogos em 2008/2009: 13
Golos em 2008/2009: 12

21 - Vítor Santos


Nome: Vítor Santos
Posição: Ala
Número: 21
Data de Nascimento: 8 de Fevereiro de 1986
Ocupação: Estudante de Desporto (ISMAI)
No Gaia United desde: 2008/2009
-
Jogos em 2008/2009: 8
Golos em 2008/2009: 7

7 - Ruca


Nome: Rui Pedro de Sousa Coimbra Gonçalves
Posição: Ala
Número: 7
Data de Nascimento: 9 de Maio de 1985
Ocupação: Advogado-Estagiário
No Gaia United desde: 2005/2006 (fundador)
-
Golos em 2005/2006: 12
Golos em 2006/2007: 34
Golos em 2007/2008: 7
-
Jogos em 2008/2009: 15
Golos em 2008/2009: 23
-
Distinções Individuais:
- Melhor Jogador do Torneio Gaiathynaikos Relâmpago 2006
- Melhor Jogador da Mini-Liga 2006/2007 (a par com Daniel - J04)

8 - Nuno


Nome: Nuno Santos
Posição: Fixo
Número: 8
Data de Nascimento: 7 de Dezembro de 1985
Ocupação: Estudante de Engenharia (FEUP)
No Gaia United desde: 2005/2006 (fundador)
-
Golos em 2005/2006: 0
Golos em 2006/2007: 2
Golos em 2007/2008: 3
-
Jogos em 2008/2009: 12
Golos em 2008/2009: 8

2 - S. Alves


Nome: Sérgio Alves
Posição: Fixo/Ala
Número: 2
Data de Nascimento: 3 de Junho de 1985
Ocupação: Estudante de Engenharia (FEUP)
No Gaia United desde: 2005/2006 (fundador)
-
Golos em 2005/2006: 0
Golos em 2006/2007: 2
Golos em 2007/2008: 0
-
Jogos em 2008/2009: 5
Golos em 2008/2009: 1

22 - Miguel


Nome: Miguel Gomes Martins
Posição: Fixo
Número: 22
Data de Nascimento: 5 de Maio de 1990
Ocupação: Estudante de Medicina (ICBAS)
No Gaia United desde: 2005/2006 (fundador)
-
Golos em 2005/2006: 1
Golos em 2006/2007: 0
Golos em 2007/2008: 2
-
Jogos em 2008/2009: 9
Golos em 2008/2009: 8

9 - A. Araújo


Nome: André Araújo
Posição: Fixo
Número: 9
Data de Nascimento: 25 de Julho de 1985
Ocupação: Estudante de Economia (FEP)
No Gaia United desde: 2007/2008
-
Golos em 2007/2008: 2
-
Jogos em 2008/2009: 13
Golos em 2008/2009: 5

5 - JP


Nome: João Pedro Guedes Carvalho
Posição: Fixo/Ala
Número: 5
Data de Nascimento: 23 de Fevereiro de 1984
Ocupação: Licenciado em Desporto e Educação Física / Treinador de camadas jovens
No Gaia United desde: 2008/2009
-
Jogos em 2008/2009: 15
Golos em 2008/2009: 8

27 - Diguinho


Nome: Rodrigo Gomes Martins
Posição: Fixo/Pivot
Número: 27
Data de Nascimento: 3 de Julho de 1985

Ocupação: Estudante de Engenharia (FEUP)
No Gaia United desde: 2005/2006 (fundador)


Golos em 2005/2006: 12
Golos em 2006/2007: 26
Golos em 2007/2008: 10

Jogos em 2008/2009: 15
Golos em 2008/2009: 10

Distinções Individuais:
Melhor Jogador da Liga Longa Vida 2006

domingo, novembro 30, 2008

3 - Nuno Tiago


Nome: Nuno Tiago Costa
Posição: Fixo
Número: 3
Data de Nascimento: 25 de Maio de 1985

Ocupação: Estudante de Economia (FEP)
No Gaia United desde: 2005/2006 (fundador)


Golos em 2005/2006: 1
Golos em 2006/2007: 0
Golos em 2007/2008: 0
-
Jogos em 2008/2009: 16
Golos em 2008/2009: 2


4 - Dany


Nome: Daniel Beirão
Posição: Fixo
Número: 4
Data de Nascimento: 8 de Julho de 1987

Ocupação: Estudante de Medicina (S. João)
No Gaia United desde: 2008/2009

-
Jogos em 2008/2009: 9
Golos em 2008/2009: 8

25 - Sérgio Pereira


Nome: Sérgio Pereira
Posição: Guarda-Redes

Número: 25
Data de Nascimento: 23 de Dezembro de 1972

Ocupação: Técnico Águas de Portugal
No Gaia United desde: 2007/2008

-
Jogos em 2008/2009: 16
-
Distinções Individuais:
- Melhor GR da Mini-Liga 2007/2008

23 - João Vítor


Nome: João Vítor Borges
Posição: Guarda-Redes/Pivot
Número: 23
Data de Nascimento: 27 de Maio de 1985
Ocupação: Estudante de Arquitectura (Lusíada)
No Gaia United desde: 2005/2006 (fundador)
-
Golos em 2005/2006: 3
Golos em 2006/2007: 2
Golos em 2007/2008: 1
-
Jogos em 2008/2009: 5
Golos em 2008/2009:
-
Distinções Individuais:
- Melhor GR da Taça Nacional FFA 2007

O Plantel


Foto tirada no Pavilhão do Gaia FC, no treino de dia 24 de Novembro de 2008, com os novos equipamentos encomendados para esta temporada.
Aqui está o plantel completo do Gaia United para a época 2008/2009.
Em cima da esquerda para a direita: João Vítor (GR); Nuno Tiago; Diguinho; Rodrigo; André Araújo; Rui Ferreira; JP; e Sérgio Pereira (GR).
Em baixo da esquerda para a direita: Sérgio Alves; Vítor Santos; Dany; Miguel; Ruca; Bezerra; Gonçalo; e Nuno.

sexta-feira, novembro 28, 2008

9º Amigável: Gaia United 4 x 3 RD Congo

Excelente jogo (mais um!) entre estas duas equipas, há pouco, no Liceu de Gaia.

Duas equipas algo desfalcadas, que procuraram sempre o golo, de forma desinibida e com toda a vontade de ganhar. Não foi um jogo tão "corrido" como os outros, já que aconteceram mais faltas (prontamente marcadas por ambas as partes), mas foi um grande treino sem dúvida.

O Congo apresentou-se com 5 elementos, enquanto que nós estávamos com 7, o que poderá ter feito a diferença. Mas verdade seja dita que o Fraga e Cia. na frente deram-nos muito trabalho!

Começou o Congo a ganhar por 0-2.
Nós empatamos em duas jogadas muito semelhantes, o 1º num remate ao 2º poste desviado pelo Sérgio, o 2º numa boa desmarcação do Nuno, que atirou sem hipóteses.
O Congo fez o 2-3 e, depois de algum tempo neste score, empatamos novamente por intermédio do Nuno, num lance fotocópia do golo anterior.
Depois veio o Sr. do pavilhão dizer que dava mais 5m de jogo e então deram-se momentos alucinantes de puro futebol de rua, com oportunidades em ambas as balizas.
Fomos nós os mais felizes, numa recuperação de bola numa saída para o ataque do Congo e eu, em frente da baliza, desvio-me para um lado e depois remato para o fundo da baliza do Hélder.

Logo de seguida, o Sr. do pavilhão quase que nos obrigou a acabar com o jogo, sendo que ainda tentei que deixasse jogar mais 1m, de modo a não ser uma derrota tão amarga para o Congo. Por isso, juro aos congoleses que não tnha nada previamente combinado com o homem para que ele acabasse com o jogo quando estivéssemos a ganhar!

Duas notas:
- a excelente exibição do João Vítor que, aos poucos, vai voltando à sua forma de antigamente;
- a veia goleadora que o Nuno vem revelando e o facto de ele e eu nos estarmos a entender muito bem em campo, com muitas assistências para ele facturar.

Um abraço aos congoleses, que ontem jogaram (alguns!) contra nós com o novo equipamento (tal como nós), que está muito porreiro. Nao me importava de jogar todas as 5as contra este pessoal. Os jogos são sempre disputados no limite, mas sempre com bastante respeito.

Jogaram pelo Gaia United: João Vítor; Nuno Tiago; Miguel; Sérgio Alves; Nuno; Rodrigo; e Bezerra.
Marcaram pelo Gaia United: Nuno (2x); Sérgio Alves; Rodrigo.


Rodrigo de Almada Martins

terça-feira, novembro 25, 2008

Época 2008/2009 - A 4ª Época de FFA


Foto tirada no Pavilhão do Gaia FC, no treino de dia 24 de Novembro de 2008, com os novos equipamentos encomendados para esta temporada.
-
Aqui está o plantel completo do Gaia United para a época 2008/2009.
-
Em cima da esquerda para a direita: João Vítor (GR); Nuno Tiago; Diguinho; Rodrigo; André Araújo; Rui Ferreira; JP; e Sérgio Pereira (GR).
Em baixo da esquerda para a direita: Sérgio Alves; Vítor Santos; Dany; Miguel; Ruca; Bezerra; Gonçalo; e Nuno.
Nota: Alix (GR) entrou para a equipa em Janeiro.


Jantar de Natal, Senhor dos Petiscos, no dia 19 de Dezembro de 2008.

Estatísticas Colectivas

Jogos realizados: 65

Jogos Oficiais: 39

Jogos Amigáveis: 26

Vitórias: 31

Empates: 7

Derrotas: 27

Golos Marcados: 276

Golos Sofridos: 244

Goal-Average: 32

Vejam aqui as estatísticas individuais detalhadas (jogos realizados, golos e média de golos) desta época: http://2.bp.blogspot.com/_U6woaOr7oQM/Sq-4sUlbHwI/AAAAAAAAAX4/fXQvD11oIBU/s1600-h/estatistic+individ.jpg














sexta-feira, novembro 21, 2008

Mini-Liga 1ª Jornada: Inter Desportivo 4 x 9 Gaia United

Dia duplamente histórico para o Gaia United:
1º porque jogamos 2 jogos praticamente à mesma hora (amigável no Liceu de Gaia contra os ACK às 22h);
2º porque foi a estreia dos nossos novos equipamentos.

Não posso falar muito sobre este jogo, porque fiquei no Liceu e jogar. Mas por telefone contaram-me que foi um jogo com uma vitória justa da nossa parte, sendo que ao intervalo estávamos a vencer por 0x7. O resultado final cifrou-se nos 4x9, fruto de alguma quebra da nossa parte e de uma boa reacção por parte da Inter Desportivo.

Esta vitória traz-nos mais 3 pontos e mais confiança para os desafios futuros nesta Mini-Liga.

O Inter Desportivo está a passar por uma má fase, mas ninguém está ímune. Hoje uns, amanhã outros. Há que levantar a cabeça e seguir em frente.

Nota especial para o o "hat-trick" do JP, os seus primeiros 3 golos num só jogo ao serviço do Gaia United !

Um abraço ao Inter Desportivo, em especial ao Nando e ao Vítor.

Jogaram pelo Gaia United: Sérgio Pereira; Diguinho; Né; JP; Sérgio; Ruca; e Rui Ferreira.
Marcaram pelo Gaia United: JP (3x); Ruca (3x); Diguinho (2x); Rui Ferreira.


Rodrigo de Almada Martins

8ª Amigável: Gaia United 5 x 7 ACK

Dia duplamente histórico para o Gaia United !!! Pela 1ª vez na nossa história efectuamos um jogo quase ao mesmo tempo (este começou às 22h; o outro começou às 23h) e, além disso, estreamos os nossos novos equipamentos, que quanto a mim são excelentes.

Conforme prometido, não foi o Gaia United B que compareceu no Liceu de Gaia, até porque neste clube não há equipa A nem equipa B, há apenas o Gaia United.

E foi com muito orgulho que vi os 5 que ficaram no Liceu [Alix (não pertence ao plantel, embora já o conhecamos todos desde miúdos), Nuno Tiago, Nuno, Bezerra e eu] a fazerem um jogo fantástico, sempre com grande ritmo, jogando muitas vezes no último terço do terreno, criando oportunidades atrás de oportunidades, trocando bem a bola, correndo, defendendo bem e duro, com vontade, com ânimo, sem nunca desistir, acreditando sempre na vitória e no amor à camisola.

Foi um excelente jogo, diga-se. Os ACK são uma boa equipa, com jogadores fortes fisicamente e com técnica apreciável. Formam um excelente conjunto. E, além disso, são malta 5 estrelas, com quem se passa optimamente uma hora a jogar futebol. Se houve uma mão cheia de faltas foi muito.

A vitória acaba por ser justa... até porque os ACK fizeram 7 golos e nós fizemos 5. Mas quando estava 5x6, se aquela bola ao 2º poste tem entrado... mas os "ses" não integram o dicionário do desporto-rei. Daí que, logo depois, o 5x7 para os ACK acabou com o jogo - e acabou mesmo, visto que o Sr. do pavilhão a isso nso obrigou. Mas concerteza que ficávamos mais tempo a jogar futsal!

Nota para a veia goleadora de Nuno, com um "hat-trick". Nota também para a união desta equipa, que estava a jogar em dois pavilhões quase à mesma hora, sendo que a equipa que foi disputar o encontro da Mini-Liga foi lá dar uma força e assistir aos primeiros minutos deste jogo contra os ACK. Ambiente espectacular, que acabou por favorecer o espírito de sacríficio que o 5 que jogou no Liceu de Gaia demonstrou do início ao fim do jogo (ainda para mais quando so ACK levavam praticamente duas equipas, fazendo trocas constantes). É por estas e por outras que cada vez mais me orgulho de fazer parte do Gaia United !!!

Um abraço aos ACK, pessoal 5 estrelas. Temos de agendar um novo amigável. Jogos destes são para repetir.

Jogaram pelo Gaia United: Alix; Nuno Tiago; Rodrigo; Nuno; e Bezerra.
Marcaram pelo Gaia United: Nuno (3x); Rodrigo (2x).


Rodrigo de Almada Martins

sexta-feira, novembro 14, 2008

7º Amigável: Gaia United 12 x 4 Locomotiva Paranhos

Cheguei um pouco atrasado ao jogo, pelo que o meu comentário não pode ser muito abrangente.

Vencemos a Locomotiva Paranhas por 12x4, num jogo em que se notaram as fragilidades físicas da equipa visitante, em virtude deste ser o seu 1º jogo esta época, quando nós já vamos (contando com este) na 12ª partida.

Começou melhor o Gaia United, a ganhar. Depois a Locomotiva virou para 1x2. Nós fizemos o 2x2, depois chegamos ao 4x2, os Locomotiva ainda reduziram, mas depois disso fomos para cima e, com contra-ataques rápidos e com bonitas jogadas de entendimento em ataque continuado, fizemos o resultado final: 12x4.

Claro que me pareceu que a Locomotiva tem futebol para bastante mais. 6 jogadores muito bons tecnicamente (especialmente o mais baixo), um jogador muito forte fisicamente (cabeça rapada, que pode jogar muito bem a pivot) e todos os outros elementos com muita imaginação e bons pés para o futsal. Mas realmente a nível físico notou-se bastante a diferença, ainda para mais quando só acabamos o jogo já por volta das 23h35, se não me engano. Ou seja, era ver-nos a correr na ânsia de marcar mais golos e a Locomotiva (que com uma atitude fantástica, diga-se) "sem pernas" para nos acompanhar. No entanto fica a nota: estes Locomotiva são uma óptima equipa que, com 1 ou 2 meses de treinos, podem tornar-se em mais uma boa equipa da Zona Norte FFA, assim tenham vontade de re-começar nestas andanças! Recordo que esta equipa tem no seu historial vitórias contra "históricos" do FFA.

Jogo bastante tranquilo, um ou outro diferendo em relação a uma ou outra falta, mas ambiente 5 estrelas. A Locomotiva é mesmo pessoal 5 estrelas. E são de uma zona histórica do Porto: Campo Lindo, em Paranhos.

Quanto a nós, gostei muito de ver o plantel do Gaia United outra vez (quase) todo reunido. A família do Gaia United quase toda junta (estivemos 14!!!), como há muito não se via! Faltaram apenas o Miguel (a estudar) e o Vítor Santos (razões profissionais). Notas especiais para o regresso do Gonçalo (e logo com 4 golos!), para o 2º jogo do João Vítor (este ano está de volta, já tinha jogado no amigável frente à RD Congo) e para aquele que poderia (e foi na mesma) ter sido o momento da noite: bola bombeada para a frente por Diguinho no seu já típico cruzamento para o 2º poste e Bezerra, em esforço e desiquilíbrio salta e com um golpe de cabeça apenas ao nível de Mário Jardel, Oliver Bierhoff ou João Vieira Pinto coloca a bola ao 2º poste... indo a bola embater na quina dos ferros, na exacta junção entre poste e barra, no ângulo superior contrário. Infelicidade para Bezerra, mas foi... o momento da noite!

Um grande abraço ao pessoal da Locomotiva. Espero que nos voltemos a encontrar. De preferência, óbvio, num jogo mais disputado, o que é fácil de se conseguir, desde que recomecem a treinar.

Jogaram pelo Gaia United: Sérgio Pereira; João Vítor; Dany; Nuno Tiago; Né; Diguinho; Sérgio; JP; Ruca; Rodrigo; Rui Ferreira; Nuno; Gonçalo; Bezerra.
Marcaram pelo Gaia United: Gonçalo (4x); Ruca (3x); Rui Ferreira (2x); Dany; Nuno Tiago; Nuno.


Rodrigo de Almada Martins

terça-feira, novembro 11, 2008

Jogos 2007/2008


Mini-Liga 6ª Jornada: Gaia United 4 x 4 Portus87

Jogo muito emotivo e equilibrado há bocado no Gaia. Jogo nitidamente com duas partes bem distintas: a 1ª pertencente ao Portus; a 2ª pertencente ao Gaia United.

Para começo de conversa, diga-se já que o empate assenta bem a este jogo, já que as duas equipas se equivaleram e tiveram domínios bem definidos em certos momentos do jogo.

Começamos melhor, numa boa jogada do Ruca, que descobriu o JP sozinho, mas o Abel fez bem a "mancha" e impediu o 1º do Gaia United. A partir daí só deu Portus até ao final da 1ª parte. Nós adomercidos e o Portus a carburar bem na frente com Nuno Mota, Sebas e Vieira, jogadores muito rápidos e com bom poder e espontaneidade de remate. Daí que o 0x2 ao intervalo fosse justo, apesar do Portus não ter rematado muito. Mas os dois golos foram com bolas bem chegadas ao poste, a baterem sempre no poste e a entrarem, demonstrando a boa capacidade de colocação de bola dos atletas do Portus. O Portus estava mais calmo e fazia uma melhor circulação de bola.

Mas na 2ª parte tudo se alterou. Assentamos jogo, jogamos com mais cabeça, com mais garra e, acima de tudo, com mais calma. Fomos evoluindo o nosso jogo e começamos a encostar o Portus atrás.

O 1º golo surge por intermédio de Rui Ferreira, na típica jogada metida para o pivot que, na pequena área, se vira e factura.

Mas logo depois vem o balde de água fria, pois sem que nada o fizesse parecer, o Nuno Mota "inventa" um golo de belo efeito e faz o 1x3.

Mas o Gaia United reagiu, demonstrando a grande amizade e união que há nesta equipa. Quando nada o fazia prever, a equipa passou a desfrutar do jogo e as oportunidades sucederam-se.
O 2x3 surge num golo do Né, após um livre, ao 2º poste.
O 3x3 aparece por intermédio do Dany, numa entrada fulgurante após um canto, fazendo o empate com grande classe, num toque subtil frente a frente com o Abel.
E a reviravolta dá-se logo depois, numa insistência da nossa equipa, que recupera a bola em zona adiantada do terreno, desferindo o Né um remate indefensável de fora da área. O Né bisava, colocava-nos na frente do marcador e logo com um grande pontapé.

A faltarem 3m para o fim e quando já pensávamos que podíamos ficar com os 3 pontos, o João desfere um remate tenso e rasteiro que me passa entre as pernas e que colocou o placard final em 4x4.

Sabor a injustiça para nós, já que o golo surge quando faltavam poucos segundos para o final do jogo. No entanto reconheço que, atendendo à 1ª parte do Portus e ao seu perigoso contra-ataque da 2ª parte, o resultado torna-se justo.

Penso, portanto, que as duas equipas estão de parabéns. Fizeram um jogo nos limites, nem sempre bem jogado, mas com grande alma por parte das duas formações, assinalando um bom espectáculo para aqueles que se deslocaram ao nosso reduto.

Jogo com muito poucas faltas na 1ª parte, com mais algumas na 2ª, apenas com 2 ou 3 lances mais difíceis de ajuizar para os árbitros, que fizeram o trabalho possível, sem nenhum erro que influenciasse o resultado. Daí o meu obrigado à dupla da RD Congo.

Um abraço ao Portus, em especial ao João.

E volta a confirmar-se: o Gaia United x Portus87 é mesmo um clássico da Mini-Liga e do FFA!


Jogaram pelo Gaia United : Sérgio Pereira; Dany; Diguinho; Né; JP; Vítor Santos; Ruca; Rodrigo; Rui Ferreira.
Marcaram pelo Gaia United : Né (2x); Rui Ferreira; Dany.


Rodrigo de Almada Martins

sábado, novembro 08, 2008

Gonçalo regressa ao Gaia United

O Gaia United anuncia, com a maior felicidade, a re-entrada de Gonçalo (18 anos) no seu plantel, após o término do seu percurso no futebol de 11.

Gonçalo, irmão mais novo de João Vítor, um dos "históricos" do Gaia United, regressa assim ao convívio da nossa equipa, sendo um grande reforço para a díficil temporada que se avizinha.

Gonçalo (que enverga a malha 17) realizou cerca de 7 ou 8 jogos com a camisola do Gaia United na época 2006/2007, tendo marcado 15 golos. É um ala rápido, veloz, de finta fácil, técnica apurada e de remate espontâneo, com ambos os pés.

Este é um regresso, pois, que se saúda!


Rodrigo de Almada Martins

sexta-feira, novembro 07, 2008

Novos equipamentos do Gaia United quase prontos

Os equipamentos do Gaia United estão quase, quase prontos.
Apenas faltam uns detalhes.
Brevemente dar-se-ão notícias sobre este assunto.

Mais um momento histórico para o Gaia United .

6ª Amigável: Gaia United 3 x 5 RD Congo

Jogo com excelente ritmo há bocadinho no Liceu de Gaia.

Foi uma horinha de futsal sempre seguida, sem intervalos, sem faltas praticamente (conto 4 ou 5 e as que existiram foram encontrões simples), sempre a jogar. Estes amigáveis assim são do melhor.

Venceu a RD Congo com toda a justiça. Fizeram um jogo em equipa muito bom, corrigindo muitos dos erros que tiveram contra nós na 3a. Trocaram bem a bola, de forma segura, sempre a circular entre todos e nós não conseguimos encontrar o antídoto para isso.

Claro que tivemos as nossas oportunidades, mas o Hélder estava lá quase sempre para defender (muito boa exibição). O Congo esteve sempre na frente do marcador e explorou bem as suas boas trocas de bola e movimentações.

Diga-se, também, que o Congo defendeu sempre muito bem, muito concentrados e saíam bem para o contra-ataque, fazendo bem a passagem para o ataque continuado. Foi mesmo o melhor jogo que vi o Congo a fazer.

Daí que temos que admitir a superioridade do nosso adversário no encontro de há bocado e dar-lhe os parabéns. Foi um jogo em que serviu para melhorar a condição física e para treinarmos o nosso jogo de equipa. E jogos destes é aquilo que se quer. Daí que já tenha ficado apalavrado outro amigável, desta feita na Teixeira Lopes.

Destaco ainda o regresso de João Vítor (que se saúda!) aos jogos do Gaia United, que alinhou tanto na baliza, como a jogador de campo.

Um grande abraço ao pessoal do Congo!

Jogaram pelo Gaia United: Sérgio Pereira; João Vítor; Diguinho; Nuno Tiago; JP; Sérgio; Ruca; Nuno; Rodrigo; Bezerra.
Marcaram pelo Gaia United: Diguinho (2x); Bezerra.


Rodrigo de Almada Martins

quarta-feira, novembro 05, 2008

Mini-Liga 5ª Jornada: RD Congo 4 x 6 Gaia United

Foi um jogo muito alegre e bem disputado na Teixeira Lopes há bocadinho.

Deslocamo-nos ao recinto da RD Congo e vencemos por 4x6.

Começamos melhor com uma triangulação fantástica entre Rui e Ruca, finalizando este na cara do GR contrário. Estavam decorridos cerca de 2m de jogo.

Depois vem o empate do Congo, num remate frontal para a nossa baliza.

Reagimos muito bem e logo nos colocamos por cima no marcador, numa fantástica jogada de insistência do JP que liberta para mim com um passe fantástico e eu perto da baliza remato cruzado, a bola bate no poste e entra. Era o 1x2 para nós.

Já quase a finalizar a 1ª metade, o Congo restabelece a igualdade num lance de insistência em que a bola é enviada para o 2º poste, onde o Fraga apenas tem que encostar para bolo.

A 1ª parte foi dividida. Julgo que estivemos melhor nos primeiros 10m, mas nos segundos 20m, o Xodax e principalmente o Fraga começaram a aparecer mais em jogo, criando bastantes desiquilíbrios individuais, o que nos baralhou por diversas vezes a nossa defensiva. Na 2ª parte penso que, tirando os últimos 2 ou 3 minutos, controlamos totalmente, com boa circulação e com uma excelente marcação do Dany ao Fraga, corrigindo assim esse aspecto negativo em que estávamos a incorrer na 1ª parte.

Surge então, já na 2ª parte, um livre à entrada da área a nosso favor e o Dany, chamado a bater, não desiludiu e fez o 2x3, com um remate seco e colocado.

O 2x4 surge num lance tirado a fotocópia a outro que tinha falhado no ataque anterior. Ruca recebe a bola, corre bastante tempo com ela baralhando 2 ou 3 defesas contrários e, já perto da baliza, toca para mim que de primeira atiro cruzado para a baliza.

O 2x5 aparece através de um canto marcado pelo Dany que meteu a bola para a área, dá-se uma confusão, ninguém alivia, a bola sobra para mim a saltar e outra vez de primeira atiro para o fundo das redes.

Logo de seguida, é a vez de Rui Ferreira fazer o gosto ao pé, numa bela jogada de triangulação, na qual atira colocado, sensivelmente na zona do penalty, para o fundo da baliza. Era o 2x6.

A faltarem 3 minutos para o final do jogo, a RD Congo que já nada tinha a perder lançou-se para a frente, causando-nos problemas. E com isso acabaram por fazer 2 golos, por mérito próprio, apesar de achar que fomos um pouco infantis na forma como defendemos esta vantagem que chegou a cifrar-se em 4 golos de diferença. O Congo fez dois golos e ainda carregou no acelerador, disponde de 2 livres e alguns cantos perigosos. Contudo, felizmente para nós, o resultado não mais se alterou.

Penso que fizemos um jogo bastante conseguido.
Né muito bem no corte e na ocupação dos espaços, na 2ª parte fez uma exibição verdadeiramente fenomenal, não dando hipóteses aos seus opositores, chegando sempre primeiro a todos os lances.
Dany brilhante a quadrar o Fraga na 2ª parte, assim como no livre que bateu. Está a ter cada vez um papel mais importante na equipa.
Ruca a organizar jogo de forma rápida e esclarecedora, a tabelar muitíssimo bem, a fazer um golo e ainda a oferecer outros.
JP a carburar em grande estilo, quer a defender, quer a atacar, efectuando ainda remates muito perigosos, sempre um poço de energia.
O nosso Sérgio Pereira muito confiante na baliza e a comandar a defesa de forma serena e eficaz, efectuando ainda algumas excelentes defesas.
Rui Ferreira a dar um novo colorido ao nosso futebol, com passes curtos e tabelas preciosas, conferindo uma maior fluidez e fantasia ao nosso futebol, além de estar com a veia goleadora em alta.
Nuno Tiago jogou poucos minutos, mas é uma forma de se preparar para estes níveis de exigência.
Quanto a mim, melhor regresso era impossível. Após um mês afastado por lesão é sempre bom regressar com uma vitória, ainda para mais com 3 golos na conta pessoal. Já estava a sentir falta de jogar futebol!

Um abraço ao pessoal da RD Congo, naquele que foi um jogo super-tranquilo e com o bom ambiente a imperar (tirando aquele meu "desabafo" para o Machado, pelo qual pedi prontamente desculpas. Desculpa, mais uma vez!), à imagem do que tem acontecido entre estas duas equipas.

Jogaram pelo Gaia United: Sérgio Pereira; Dany; Né; Nuno Tiago; Ruca; Rodrigo; e Rui Ferreira.
Marcaram pelo Gaia United: Rodrigo (3x); Ruca; Dany; Rui Ferreira.


Rodrigo de Almada Martins

sexta-feira, outubro 31, 2008

5º Amigável: Gaia United 7 x 5 ACC

Antes de mais devo dizer que não estive presente ontem no Liceu de Gaia, pelo que o meu comentário se vai limitar àquilo que ouvi através dos meus amigos, pelo que naturalmente o comentário será deveras insuficiente e dificilmente transmitirá o que se passou em campo.

Recebemos os ACC em nossa casa e vencemos por 7x5, com golos de Diguinho (2x), Né (2x), Ruca (2x) e Miguel.

Pelo que me contaram foi um jogo bastante disputado e bastante díficil, pois - e isto eu já sabia - os ACC são uma equipa muito forte fisicamente e, acima de tudo, com muito bons pés, nunca desistindo dos lances. Foi-me dito que são uma equipa que joga bem a bola, que a troca bem e com facilidade entre todos os seus jogadores, mas que ontem pecou na finalização e no processo defensivo.

O jogo foi especialmente equilibrado até ao 2-2, sendo que estivemos sempre em vantagem. O resultado chegou a cifrar-se em 7-3, mas nos últimos minutos os homens de Campanhã marcaram 2 golos.

Sendo assim, hora agora de destacar este resultado para a minha equipa, já que vencer os ACC é sempre um excelente resultado, ainda para mais tendo em conta que jogamos bastante desfalcados (à última hora, afinal, o Ruca decidiu jogar, por se encontrar em recuperação adiantada da entorse), pois JP, Vítor Santos, Sérgio Alves e eu ficamos de fora deste jogo. Marcar 7 golos é de realçar, embora sofrer 5 golos nunca seja motivo de elogio. Contudo, se ganhasse todos os jogos por 7x5 ficava sempre muito feliz!

Uma nota para o bis de Diguinho, que se reencontrou com os golos.
Outra nota para o bis de Né, que está a fazer um excelente arranque de época.
Mais uma nota para o bis de Ruca, que está a fazer um início de época fantástico, já que marcou em todos os jogos que realizou. Embora eu ainda pense que, com uma melhor condição física, possa render bastante mais.
Nota final para o elemento mais novo do Gaia United , o meu primo Miguel, irmão do Diguinho, que fez o gosto ao pé, estando por isso de parabéns.

Um abraço a toda a equipa dos ACC, em especial ao Bruno.


Jogaram pelo Gaia United: Sérgio Pereira, Diguinho, Dany, Miguel, Nuno Tiago, Né, Ruca, Rui Ferreira, Nuno, Bezerra.
Marcaram pelo Gaia United: Diguinho (2x); Né (2x); Ruca (2x); Miguel.


Rodrigo de Almada Martins

terça-feira, outubro 28, 2008

Mini-Liga 4ª Jornada: Gaia United 3 x 0 Énois05

O Gaia United venceu o Enois no seu reduto por 3x0. Apesar de algo desfalcados na frente de ataque (Ruca e eu a contas com lesões), a equipa fez um excelente jogo, com alguns momentos interessantes e com muita segurança no passe e nas saídas para o ataque. A equipa está bem e confiante.

Penso que fomos superiores ao Enois em todos os aspectos do jogo, nomeadamente no momento de defender. No ataque, apesar de termos tido inúmeras oportunidades, falhamos golos atrás de golos. Nota também para a boa exibição do GR contrário que desviou vezes sem conta a bola das suas redes.

O primeiro golo surgiu por volta dos 5m, num remate de fora da área, extremamente bem colocado por parte do Dany, que não deu hipóteses ao GR, que apenas esboçou uma reacção. Um grande golo!

Depois mandamos uma bola ao poste e tivemos dois remates do Diguinho com selo de golo mas que um foi desviado quase a entrar na baliza e outro bateu contra o corpo do Igor. A equipa estava a jogar bem, com domínio de jogo, embora sem muita posse de bola. Destaque para o bom entendimento entre Diguinho e Né cá atrás, bem ajudados por Dany e JP. Depois entrou o Vítor Santos, mais conhecido por Vitinha, e o Gaia United começou a jogar mais solto, com mais criatividade. Já com Nuno Tiago em campo, o Gaia United continuou a pressionar e a apostar no segundo golo. Que não surgia. Até que o Diguinho faz golo, mas o árbitro invalida, por suposto pé em riste, que sinceramente penso não ter existido. Logo depois, mais um remate de Né com conta, peso e medida, mas o GR do Enois defende para.... o poste!

A nossa equipa, tendo em conta o festival de golos falhados e o golo anulado enervou-se e passou a jogar pior. Nesta fase, Dany viu um vermelho por acumulação de amarelos (de novo penso que foi exagerado) e depois foi Diguinho a ver o vermelho directo por uma entrada sobre um jogador do Enois, que sinceramente não me pareceu para vermelho (nem a mim nem aos espectadores que lá estavam, conforme constatei na conversa pós-jogo), mas o jogador do Enois agarrado ao pé no chão (apesar de se ter levantado logo a seguir) e o sururu que se gerou levou o árbitro a mostrar o vermelho directo. Mais uma vez, como após a expulsão de Dany, tivemos que jogar com 3 elementos de campo. A equipa lutou verdadeiramente unida e combativa, dando as mãos em prol da vitória. E nem mesmo aí o Enois dispôs de mais do que duas oportunidades.

Quando finalmente pudemos meter o jogador que faltava (Rui Ferreira), num contra-ataque fizemos o 2-0, com Vítor Santos a oferecer o golo a Rui que, sozinho, apenas teve que encostar. Era o 2-0 quando faltavam poucos minutos para o fim do jogo, de modos que este tento como que acabou com o jogo.

De seguida, reata o jogo, Vítor Santos rouba a bola, passa por um, por dois, por três e, perante a saída do GR do Enois pica a bola que se anicha, feliz, no fundo das redes. GOLO MAGISTRAL! A coroar uma exibição fantástica de Vítor Santos que, para mim, foi o melhor em campo.

Resumindo e concluindo. Bom jogo por parte da minha equipa, com alguns momentos muito bons de futsal ao primeiro toque. Falhas terríveis na finalização, conjugada com a boa exibição do GR contrário, fizeram com que o resultado permanecesse apenas no 1-0 durante largos minutos, motivando algum nervosismo da nossa parte.

Palavra de agradecimento aos árbitros dos Reforços. Apenas deixo (ao contrário do que é habitual fazer) a seguinte nota: penso que os dois cartões vermelhos são totalmente exagerados, além do golo do Diguinho, que apenas cometeu a "falta" de ser mais forte fisicamente.
- As regras da Mini-Liga são bem claras quanto aos vermelhos directos: apenas uma agressão ou uma entrada totalmente despropositada devem motivar um vermelho directo. A falta do Diguinho foi apenas um toque na sola do pé do jogador do Enois, que se levantou logo de seguida aliás. O jogador foi mais rápido e o Diguinho fez a falta (que são permitidas fazerem, desde que se assinale a falta, convém referir!). Mostrar um vermelho directo por isto é totalmente exagerado. E o prejudicado somos nós, que vamos ficar sem o Diguinho um jogo, se for isso que o resto das equipas decidirem, num caso em que nem agressão houve sequer! É uma falta simples! E o que me deixa mais triste é que noto que o Diguinho (sem querer ferir susceptibilidades) anda a ser de algo maneira "perseguido" nas arbitragens. Todos sabem que é um jogador duro, mas nunca violento! E ultimamente parece que sempre que toca em alguém leva amarelo e, agora, até vermelho!
- A do Dany resulta de um excesso de zelo que, sinceramente, não quero ver na Mini-Liga. O primeiro (compreende-se) surge quando Dany tenta evitar a reposição rápida de bola do Enois e fica com a bola nas mãos demasiado tempo. O segundo surge logo a seguir após uma entrada fora de tempo que não foi nada dura sequer, uma falta simples. Sendo que era a primeira falta do jogador em todo o encontro...
E, apesar de reconhecer qualidades ao Costa (penso que é assim que ele se chama), penso que ele podia não ser tão rigoroso em certos aspectos do jogo, sob pena de se cair no exagero e nos vermos completamente manietado pelas decisões da equipa de arbitragem. E todos sabemos que, se quisermos, podemos marcar 30 ou 40 faltas num jogo de futsal!

Um abraço à equipa do Enois.

Jogaram pelo Gaia United: Sérgio Pereira; Diguinho; Né; Nuno Tiago; Dany; JP; Vítor Santos; e Rui Ferreira.
Marcaram pelo Gaia United: Dany; Rui Ferreira; Vítor Santos.


Rodrigo de Almada Martins

sexta-feira, outubro 24, 2008

4º Amigável: Gaia United 4 x 7 Porto Nobre

Bom jogo de futsal hoje no Liceu. Venceu o PN, mas não teria sido nada de outro mundo se o Gaia United tivesse ganho. Ficou 4-7 a favor do PN, embora os 3 golos de diferença apenas tenham sido conseguidos nos últimos 5 minutos. O jogo durou sensivelmente uma hora, visto que acabou já passava das 23h15 (obrigado ao sr. do pavilhão).

O PN começou melhor, muito melhor, mais vivo, mais dinâmico, mais solto, esteve sempre a ganhar no jogo, com muito mais posse e trocas de bola. Nós, pouco antes do intervalo, começamos a animar e a jogar melhor com combinações rápidas na frente.

Na 2ª parte penso que fomos superiroes e até talvez tenhamos merecido estar em vantagem, quando o 4x4 perdurava. O 4x4 esteve instituído durante bastante tempo, mas nos últimos 5 minutos o "cabedal" dos PN veio ao de cima, aliado ao seu já apreciável jogo de equipa do "toca e corre". Perdemos contra uma grande equipa, diga-se. Veja-se os resultados que eles têm feito recentemente. Estes PN estão aí para as curvas.

O Gaia United jogou algo desfalcado, mas sinceramente o objectivo era dar ritmo a todos e rodagem aos que têm jogado menos neste início de época. E esses jogadores deram a resposta. E que resposta! Jogaram unidos, sempre em cima da bola, comunicativos, nunca viraram a cara à luta e, na 2ª parte, foram superiores ao PN (retire-se aqueles 5m, como se disse), justificando o 5º golo que não apareceu. Destaco a exibição do Né, que varreu tudo cá atrás e ainda deu uma ajuda na frente, marcando um belo golo e criando jogadas de perigo. Foi um autentico patrão! Gostei também muito do Rui, com 2 golos de belo efeito. E o Sérgio que, a jogar de trás para a frente, pode vir a criar bastantes desiquilíbrios nas estruturas adversárias, fazendo uso da sua capacidade de simulação e da sua finta curta. Mas a verdade é que esta: todos jogaram bem, demonstrando que há que contar com todos para a longa época que se avizinha.

No final, quase todos os jogadores estavam exaustos, visto que o PN, além de um "bom" banco, tem um "grande" banco (rodavam os 4 elementos de campo de uma vez). Parabéns aos PN pela vitória, que considero justa, pois marcaram mais golos e a verdade é que os jogos só terminam quando o sr. do pavilhão diz para terminarem. A boa forma física dos PN, a sua boa finalização (bom poder de remate) e o seu bom jogo colectivo fez com que ganhassem este jogo. A eles os meus parabéns e desejos de mais amigáveis como estes: correctíssimos.

Um abraço a todos os PN e felicidades para o seu campeonato, onde certamente irão dar cartas.

Jogaram pelo Gaia United: Sérgio Pereira, Nuno Tiago, Né, JP, Sérgio, Rui, Nuno e Bezerra.
Marcaram pelo Gaia United: Né, Nuno Tiago, Rui Ferreira (2x).


Rodrigo de Almada Martins

terça-feira, outubro 14, 2008

Mini-Liga 3ª Jornada: Gaia United 3 x 2 CFC

O Gaia United recebeu e bateu os CFC por 3-2, há pouco, em V. N. de Gaia.

Começamos efectivamente melhor, com boas trocas de bola e com os CFc a deixarem a sua rectaguarda bastante desprotegida. E assim aconteceu o 1º golo, que já andávamos a ameaçar. Boa jogada enter Ruca e JP e este, a finalizar num remate fulgurante para a baliza, fazendo o 1-0.

Os CFC começaram a carburar mas mesmo assim na defesa pareciam sempre algo nervosos e demasiado relaxados, que resultou num mau atraso para o Kako que o Né tratou de interceptar e desviar rápida e oportunamente para a baliza. Era o 2-0.

Depois começou a avalanche de ataque dos CFC, com o Hernâni a jogar a pivot e o João Paulo a comandar as operações, com ataques bem gizados. E foi assim que chegaram ao 2-1, com o já famoso cruzamento-remate de um jogador dos CFC para o simples encostar ao 2º poste.

O 2-2 surge de uma falta cobrada à entrada da área e, com um toque que baralhou a nossa defesa, a bola saiu para a linha de fundo onde o João Paulo fez o desvio final, apesar do nosso guarda-redes Sérgio ainda lhe ter tocado.

Logo depois, super-defesa do Sérgio, que parou um remate à queima-roupa dentro da pequena área.

Como tínhamos confiança em quem estava na baliza - já se adivinhava uma exibição fantástica do Sérgio - partimos para a frente, tentando tabelas entre dois esquerdinos que se entendem bem: Ruca e Vítor Santos. Numa dessas jogadas, Ruca toca para Vítor, que abre para a linha lateral e de 1ª devolve ao Ruca que, frente ao Kako, escolheu o lado e rematou rasteiro para o fundo das redes.

Depois os CFC voltaram ao seu jogo habitual. Bola para o pivot Hernâni, jogadores a abrir nas linhas e bolas para o 2º poste, sempre num jogo muito físico e organizado pelo João Paulo. Mas nesta fase Diguinho, Dani e JP estiveram em grande, bloqueando as iniciativas atacantes e lançando contra-ataques. Num desses lances, o Vítor recebe a bola e remata de primeira para o poste mais distante... bola com estrondo no poste. seria o 4-2, que, decerto, mataria o jogo. E logo depois, num contra-ataque em que o JP levou a bola para a frente a toda a velocidade (correu quase o campo inteiro!), sofre uma falta quando ia a rematar. Livre para Dani bater... bola passa por baixo da barreira e... bate no poste.

Tanto azar não seria justo. Pelo que a sorte apareceu encarnada nas mãos do Sérgio (não foi apenas sorte, claro, mas também talento e competência), que defendeu tudo o que havia para defender e, mesmo quando foi ultrapassado, apareceu milagrosamente a perna do Diguinho na linha final a afastar a bola dali. Os CFC insistiram, insistiram... mas esta era mesmo a noite do Sérgio. Mérito dele e da defensiva, que nunca se queixou do enorme esforço que estava a fazer para parar os possantes atacantes dos CFC.

Grande jogo também do Miguel, que jogou... 0 minutos!

O resultado terminou com um 3-2 a nosso favor. Este resultado vinga, de alguma forma, a derrota frente aos Amigos, também pelo mesmo score. E vem provar que, quando disse que os Amigos este ano eram mesmo uma grande equipa, não estava a exagerar.

Um abraço a todos os CFC, que foram uns dignos vencidos.

Obrigado ao Inter Coimbrões pela boa arbitragem. Sem desmerecer o trabalho do Sequeira, penso que o Gouveio é realmente um excelente árbitro. Parabéns à equipa de arbitragem, num jogo sempre díficil de ajuizar.


Jogaram pelo Gaia United: Sérgio Pereira, Diguinho, Dani, Vítor Santos, JP, Ruca, Né.
Marcaram pelo Gaia United: JP, Né e Ruca.


Rodrigo de Almada Martins

quarta-feira, outubro 08, 2008

Mini-Liga 2ª Jornada: Gaia United 2 x 3 Amigos

Jogo renhido e disputado ontem no Gaia.

Para meu espanto mal entrei no pavilhão, quase não conhecia ninguém da equipa dos Amigos. Apenas vi o Desidério, o Nuno e o Pedro Nuno. O resto era tudo malta nova, uns mais velhos, outros mais novos, mas pude constatar que era tudo muito bom de bola. De facto, estes Amigos não têm nada a ver com os Amigos dos últimos 2 anos. Têm inclusivamente, pelo menos, um ex-jogador federado, com quem estive à conversa, e que tem um toque de bola que não engana. Além disso, todos os reforços têm bem acima do 1,80. Portanto, estes Amigos tornaram-se numa equipa muito forte a defender e a sair rápido, continuando a referência de sempre na frente: Pedro Nuno, que, apoiado em jogadores do mesmo quilate, se torna mais perigoso.

Entramos em jogo apáticos, um pouco a pensar que o jogo estava ganho. Mas eu, que estava de fora por lesão, logo vi que estes Amigos não têm nada a ver com as últimas duas épocas. Digo até que duvido muito que qualquer equipa da ML ganhe com facilidade a esta "nova" equipa, tirando naturalmente talvez o Inter e, quem sabe, os CFC. De resto, prevejo uns Amigos a disputar a Gold. A vitória por goleada dos Amigos frente à Juventude Unida não foi acaso mesmo.

Os Amigos estraram a vencer por 3-0, nós a dormir completamente.
Reduzimos para 3-2, mas mesmo após um pressing final que merecia o golo do empate, não conseguimos, tendo mesmo falhado um penalty.
Há que levantar a cabeça e pensar já no próximo jogo.

Destaco na minha equipa a exibição do nosso GR Sérgio, que defendeu 3 livres de 9 metros. Obrigado à equipa de arbitragem, num jogo em que os atletas de ambos os lados não facilitaram o seu trabalho, tornando o jogo bastante díficil.

Quanto a outras incidências, não vou comentar, pois falei no final do jogo com quem achei que devia falar e ficou tudo esclarecido. Apenas digo que não devemos criticar o vizinho quando temos telhados de vidro.

Parabéns aos Amigos pela vitória e pela boa equipa que conseguiram reunir. São candidatos aos lugares cimeiros da ML. Há lá 3 ou 4 jogadores que não enganam.


Jogaram pelo Gaia United: Sérgio Pereira, Dani, Diguinho, JP, Ruca, Né, Nuno, Vítor Santos, Miguel.
Marcaram pelo Gaia United: Ruca, JP.Um abraço a toda a equipa dos Amigos, em especial ao Pedro Nuno.


Rodrigo de Almada Martins

quinta-feira, outubro 02, 2008

3º Amigável: Palankas 5 x 6 Gaia United

Jogo enorme na Teixeira Lopes, há bocadinho.

Duas equipas que lutaram sempre pela vitória, com todas as suas forças, empregando toda a sua disponibilidade física. O Gaia United foi mais feliz e, por isso, trouxe a vitória para casa. Mas podia ter sido diferente. Aplausos para as duas equipas e para o fair-play que se foi manifestando no decorrer do jogo, não obstante uma ou outra entrada mais fora de tempo, que não impediu que os jogadores se respeitassem mutuamente e que se cumprimentassem todos no final, cientes do grande espectáculo que proporcionaram.

Começou melhor o Gaia United, após uma intensa pressão dos Palankas (com 3 ou 4 remates perigosos - esta equipa não pede licença para rematar), fazendo golo (própria baliza). Contra ataque, a bola sobre para mim, conduzo-a até perto da baliza adversária, toco para o JP, que traingula para Ruca encostar á boca da baliza, mas antes disso aparece um jogador dos Palankas que, com algum azar, empurra para a sua própria baliza. 0-1 para nós.

Os Palankas empatam pouco depois. E logo a seguir fazem o 2-1. Depois, sofremos um período de enorme sufoco, com Né a opôr-se da melhor maneira às investidas dos Palankas (note-se que não levamos GR de raiz). Né fez uma exibição fantástica, o melhor homem em campo, sem dúvida. Sofreu 5 golos, porque era mesmo impossível fazer melhor. Enorme exibição mesmo... defendia com os pés, cortava cruzamentos com os punhos, defendia ressaltos, sacudia as bolas da sua zona. Enfim... temos guarda-redes!

O 2-2 surge logo a seguir por intermédio de Nuninho. Jogada magistral de Vitor Santos, que vai da esquerda para a direita e cruza ao 2º poste, onde aparece Nuninho, vitorioso, a emendar para a baliza.

O 2-3 aparece numa jogada em raça de JP, que vai sempre em cima do portador da bola, consegue ganhá-la e, logo a seguir, empurra para a baliza.

Pouco depois, o 2-4. Livre para Ruca à entrada da área e o pontapé sai tenso, rasteiro, à queima-roupa, só parando no fundo das redes.

Os Palankas reduzem para 3-4 numa bela jogada de triangulações, com um remate cruzado e bem medido.

Mas o Gaia United adianta-se para 3-5 por intermédio de Diguinho. A bola sobra para ele na nossa defensiva e inicia uma cavalgada impressionante, arrastando toda a equipa dos Palankas atrás de si, que só parou na pequena área da equipa da casa, com um remate bem defendido pelo GR, depois surge a confusão com mais um jogador do Gaia United lá no meio e Diguinho, em esforço, finaliza da melhor maneira.

Os Palankas voltam a reduzir para 4-5.

E logo de seguida, bola bombeada para Ruca, mata a bola no peito, combina com Vítor Santos e este, com alguma insistência, consegue ganhar a dianteira do lance e assina o 4-6.

Daí até ao final, deu Palankas e alguns contra-ataques por parte do Gaia United. Mas os Palankas encostaram-nos atrás e conseguiram reduzir para 5-6. E, mesmo a soar o gongo, ainda introduzem a bola na baliza numa jogada ao 2º poste, o que faria o 6-6. A reacção dos jogadores do banco do Gaia United e dos que ali estavam foi imediatamente reclamar mão do jogador que tinha introduzido a bola na baliza. Alguma discussão, algum alarido, o jogador a dizer que não, os do Gaia United a dizer que sim, mas os Palankas também admitiam que a jogada era duvidosa e marcou-se falta, devido principalmente à intervenção do Salvador.

Resumindo e concluindo, treino excelente para ambas as equipas. Palankas, já com um futsal rápido e agressivo, com remates fulminantes, ritmo de jogo intenso e sem pausas, a não deixar respirar a nossa equipa. Né foi uma verdadeira parede, quanto a mim. Os Palankas, com Salvador ao leme, têm infinitas possibilidades de crescerem e se desenvolverem como equipa, pois os seus jogadores têm muita qualidade e a margem de progressão é enorme. Há jogadores ali com bastante qualidade, mas claro que tenho que destacar o Tito, autêntico quebra-cabeças e, quanto a mim, o melhor jogador que vi no FFA. Pode não fazer fintas espectaculares nem fintar equipas inteiras, mas aquelas tabelas e aquela velocidade são sempre meio golo. Quem o tem numa equipa arrisca-se a ganhar todos os jogos. Os Palankas são daquelas equipas que, quando as trocas funcionarem, podem-se tornar das mais temíveis, senão mesmo a mais temível aqui na Zona Norte FFA.

Mas não seria justo não referir aqui a excelenete exibição da minha equipa. Substituições bem feitas, trocas de bola rápida, transição para o contra-ataque feita de forma imaculada, jogadores a abrir rápido nas alas, triangulações a sairem na perfeição e, acima de tudo, muita atenção no processo defensivo (destaque aqui para a enorme exibição de Diguinho, a varrer tudo o que havia para varrer) e uma disponibilidade física imensa. Uma equipa cheia de alma e vontade de correr e de ganhar, fazendo das tripas coração, pois contra equipas como a dos Palankas, de facto mais superior que a nossa, só este espírito seria capaz de nos fazer ganhar o jogo.
Destaco as duas portentosas exibições dos reforços Vítor Santos e JP e ainda a do nosso caloiro Miguel, que, com 18 anos, disputa cada bola como se tivesse 30.

Um abraço a toda a equipa dos Palankas, em especial ao seu treinador Salvador (que vai fazer um grande trabalho com esta equipa, nota-se) e ao Hugo. Obrigado por nos receberem desta forma e parabéns pelos equipamentos.


Jogaram pelo Gaia United: Né, Diguinho, Nuno Tiago, Miguel, JP, Vítor Santos, Ruca, Rodrigo, Nuninho.
Marcaram pelo Gaia United: própria baliza, Nuninho, JP, Ruca, Diguinho, Vítor Santos


Rodrigo de Almada Martins

terça-feira, setembro 30, 2008

2º Amigável: Gaia United 3 x 3 Porto Nobre

Jogo grande, grandíssimo, ontem à noite, no Gaia.

Duas equipas única e exclusivamente preocupadas em jogar a bola e em marcar golos, sempre com o fito na baliza e na preparação das suas épocas.

Começou melhor o Porto Nobre, com um lance com algum azar para o nosso guarda-redes Sérgio, no seu regresso à equipa. Os Porto Nobre começaram a ganhar logo aos 2 ou 3 minutos de jogo. O resto da 1ª parte foi muito equilibrada, com lances de parte a parte, talvez com um pouquinho de maior posse de bola da nossa parte. Mas sempre com o PN, em contra-ataques bem gizados (mister Aurélio a trabalhar) a chegar à nossa baliza em poucos segundos e a criar perigo.

Fizemos o 1-1 já a acabar a 1ª parte, num livre superiormente batido pelo nosso reforço Dani, a bola bate nos dois postes e sobra para mim que apenas tenho que empurrar para o fundo das redes.

O jogo foi sempre muito emotivo, com muito combate físico, sendo que neste aspecto os PN são das equipas com mais "cabedal" aqui do FFA, o que, face à nossa equipa (maioritariamente "lingrinhas"), estão em vantagem no ombro a ombro.

Na 2ª parte partimos para uma exibição muito boa para esta fase da época, com pressão alta e a não deixar o PN respirar, tendo muitas vezes que chutar paraa fora ou fazer passes mal calculados. Carregamos no acelerador e chegamos ao 2-1, numa bela jogada individual de outro reforço: Vítor Santos, a facturar na sua estreia, ele que fez uso do seu excelente pé esquerdo e de uma gama de recursos técnicos em rapidez bastante vastos. Frente a um adversário, tirou-o do caminho com uma finta subtil e atirou lá para dentro, sem hipóteses.

Logo depois e um pouco contra a corrente, o PN aproveita-se de uma substituição feita no momento defensivo (não pode acontecer!) e marca, num lance ao 2º poste.

Mas logo a seguir, Ruca, enfrenta um adversário, parte para a finta, cai sozinho ao chão, motiva umas gargalhadas de alguém na bancada (!?!?!!?!?), mas volta a levantar-se, ganha a bola e atira para a baliza num remate seco, fazendo golo.

E mais golos podíamos ter feito, pelo Miguel (excelente exibição do mais novo da equipa, a jogar de forma solta, desinibida e sem medo do choque frente a pessoas bastante maiores que ele), Nuno, Nuno Tiago, JP, entre outros. Mas tivemos azar na finalização e também há mérito para os guarda-redes da 2ª parte (José Sousa e ainda outro - desculpem, mas não o conheço).

Parecia que o 3-2 seria o resultado final, mas o PN numa jogada pelo Igor (grande avançado), faz um golo, também contra a corrente do jogo, em minha opinião. E o PN ainda podia ter feito o 3-4, num penalty, por mão de um jogador nosso. Penalty marcado, mas Vitó (defendeu toda a 2ª parte) opõe-se da melhor maneira ao remate.

Jogo renhido e que serviu de grande treino para nós. Os reforços estão a jogar em grande e o bom espírito tem sido a nota dominante. Vamos lutar para o manter.

No final do jogo, o que vi foram sorrisos por uma bela partida de futsal. Foi um grande jogo, daqueles que dispõe bem qualquer um. Estamos bastante agradecidos aos PN por este belo treino. Ainda não foi desta que os vencemos (embora penso que desta vez a vitória teria sido justa - aliás foi isso que comentei com Sérgio e Zé Sousa, no final. Seria a maior injustiça do mundo se o penalty tivesse sido convertido), mas concerteza que haverá mais amigáveis enter Gaia United e Porto Nobre, dado o empenho, raça, querer, mas também o desportivismo que se sobrepôs a tudo, mesmo quando houve lances mais picadinhos, o que é natural, dado estarem em campo duas equipas que nunca desistem de uma bola.

Um abraço a todos os PN e ao mister Aurélio, que me pareceu uma pessoa de bem neste mundo do futsal amador, que ainda serviu de árbitro sempre que foi preciso e da melhor maneira. Jogo a repetir, sem sombra de dúvidas!


Jogaram pelo Gaia United: Vitó, Sérgio Pereira, Nuno Tiago, Bezerra, Diguinho, Nuno, Né, Ruca, Rodrigo, Vítor Santos, Dani, JP e Miguel.
Marcaram pelo Gaia United: Rodrigo, Vítor Santos, Ruca



Rodrigo de Almada Martins

sábado, setembro 27, 2008

1º Amigável: Gaiathynaikos 2 x 5 Gaia United

Primeiro jogo do Gaia United esta época e log frente a uma equipa da mesma cidade e da mesma Liga: o Gaiathynaikos.

Joga ainda em ritmo de pré-época, sem grandes preocupações defensivas e sem acesas disputas físicas. Mesmo assim, um encontro vivo, rápido, com boas jogadas e lances de perigo de parte a parte.

Penso que, tirando os minutos iniciais, fomos superiores em termos do controlo do jogo, apesar do Gaiathyanaikos ter acumulado oportunidades de golo perdidas até ao "intervalo". O Gaiathynaikos, principalmente através do seu jogador Leandro, ia lançando os seus ataques pelas linhas até que houvesse um cruzamento ou uma desmarcação para o meio. E essa estratégia confundiu-nos nos minutos iniciais.

Atacamos bem, com boas desmarcações e recuperações de bola, o que nos permitiu encetar contra-ataques. Destaque para as exibições de Ruca (que foi um autêntico quebra-cabeças para a defesa dos "gregos", através das suas jogadas individuais em aceleração e de alguns passes para golo. Obteve um "hat-trick") e Nuno Tiago.

De aplaudir também a estreia de Dani e JP com a camisola do Gaia United, tendo o Dani incllusivé facturado dois golos, iniciando da melhor maneira o seu historial neste clube. Ambos os jogadores apresentaram-se em muito bom nível.

Jogo a repetir, sem dúvida, pois houve 2 ou 3 paragens de jogo, o ritmo foi vivo e houve boas jogadas de parte a parte.

Penso que o Gaia United está de parabéns. No 1º jogo apresentou já alguma frescura física e capacidade para levar a bola até zonas perigosas. Na defesa há questões a rever, mas fica o essencial de um bom jogo de futebol por parte da minha equipa, sempre com boa réplica por parte dos homens da casa. Todos os jogadores se apresentaram em bom nível.

Um abraço para os "gregos" de Gaia e até um próximo jogo, seja amigável, seja na Mini-Liga.

Jogaram pelo Gaia United: Nuno, Diguinho, Nuno Tiago, Ruca, JP, Dani e Sérgio.
Marcaram pelo Gaia United: Ruca (3x), Dani (2x).


Rodrigo de Almada Martins